Esta foto é sua?

10 coisas sobre “Defenders” que você precisa saber antes da série estrear

Tudo começou lááá atrás com Jessica Jones (que foi meu primeiro texto aqui pro EOH <3), depois veio Demolidor, Luke Cage e, por último, Punho de Ferro. Tudo isso para construir o background de cada um dos heróis de Defenders, série da parceria Marvel + Netflix que está para estrear.

Para você não cair de paraquedas ou só matar a curiosidade enquanto ela não é lançada, juntei aqui dez coisas que você precisa saber antes de começar a maratona!
Então aproveita pra ver as outras séries e descubra o que esperar:

1 – Mais compacta

Diferente das séries solo, Defenders será mais compacta. Ao todo, teremos oito episódios, que, no momento, estão em gravação por Nova York. Dessa forma, os produtores garantem que terá mais ação e conteúdo em vez de se estender sem necessidade.

2 – Existem diferenças entre a série e os quadrinhos

Começando pelos próprios super-heróis. A história dos quadrinhos, criada por Roy Thomas em 1971, unia um grupo de heróis vistos como “excluídos”. Originalmente, era o Doutor Estranho, Hulk e Namor (com o Surfista Prateado entrando mais para frente).

3 – Teremos uma vilã

E nós não sabemos muito sobre ela além do nome, Alexandra. A personagem será interpretada por Sigourney Weaver e o diretor Marco Ramirez a descreveu como “uma força poderosa em Nova York: sofisticada, intelectual e perigosa”.

4 – Mais vida real

Apesar dos quadrinhos de Defenders normalmente buscarem vilões sobrenaturais, Ramirez já adiantou que Alexandra vai sim representar uma grande ameaça, mas que também estará aliada a uma grande crise civil.

5 – E o elenco cresce

Comentamos sobre os principais: Demolidor, Luke Cage, Jessica Jones e Punho de Ferro. Mas não para por aí, a série ainda tem no elenco Misty Knight (Simone Missick), Stick (Scott Glenn), Colleen Wing (Jessica Henwick), Foggy e Karen (Elden Henson e Deborah Ann Woll), junto com Claire Temple (Rosario Dawson), enfermeira que vai juntar os Defenders.

6 – Nomes apropriados

O nome da produção da série é bem apropriado: “Group Therapy”, ou, em bom português, terapia em grupo. Não é por nada, mas o nome cai muito bem para a maioria dos personagens Marvel/Netflix, hein?

7 – Equipe unida…

…Ou não! Charlie Cox sugeriu em uma das entrevistas sobre a série que podemos esperar muitas “fagulhas” entre Jessica Jones e o Demolidor. Só não sabemos se são fagulhas de amor ou ódio – mas já que os dois sentimentos andam lado a lado…

8 – A voz da razão

Mas e o Luke Cage nessa história toda, você se pergunta, lembrando da série da Jessica Jones. Bom, ele vai ser a voz da razão em seu grupo. Também vai ser uma espécie de mentor para o Punho de Ferro.

9 – Consultores de peso

Assim como Joss Whedon conversou com os diretores dos filmes solo dos heróis antes de começar “The Avengers”, Marco Ramirez também fez seu trabalho tendo os diretores das outras séries como consultores – para não se perder nas histórias e se manter fiel aos personagens que já conhecemos.

10 – Nem tudo dura pra sempre

Muito menos um grupo tão instável e poderoso assim. Uma coisa que eles avisaram sobre a série é para não esperar que eles continuem juntos do começo ao fim, afinal, cada um ainda continua com suas próprias séries… Ou pelo menos existe essa possibilidade.

Tem mais alguma novidade sobre a série? Quem você espera ver? Conta tudo aqui nos comentários!

Comentários