4 conselhos errados sobre amor que você aprendeu com as revistas femininas Esta foto é sua?

4 conselhos errados sobre amor que você aprendeu com as revistas femininas

Não sou muito dessa política maniqueísta de certo e errado, bonito e feio, gostoso e ruim. Acho que o mundo é feito de nuances. Ou pelo menos, prefiro acreditar que ele seja assim. Por isso, antes de chegar chutando o pau da barraca e mandando todas as publicações femininas para o inferno ou a putaqueopariu, respirei fundo e resolvi admitir o valor inestimável de algumas delas. Principalmente aqueles suplementos de jornal, que são no tamanho exato pra forrar a gaiola do Pavarotti.

Sem entrar em detalhes sobre a quantidade de Photoshop aplicada nas modelos de capa ou o precinho nada camarada dos produtos milagrosos que ~toda mulher precisa ter na necessaire~, a imensa maioria das revistas femininas atuais presta um grande desserviço à humanidade porque ajuda a criar ou reforças estereótipos e corpos e comportamentos padronizados. Emagreça 20 quilos em duas semanas, cinco dicas infalíveis para reconquistar o ex, o corte de cabelo ideal para arrasar no verão. Os desgraçadinhos fazem de tudo para atingir o calcanhar de Aquiles – que, veja bem, deve estar super hidratado e macio se você usar o creme para pés da La-Roche Posay – de todas as mulheres que passam em frente à banca de jornal.

Mas a conversa hoje é sobre relacionamentos. Que podem ser lindos, incríveis, maravilhosos, tesões-bonitos-e-gostosões. Mas que também podem ser um calvário, um tormento, um martírio, um sofrimento – principalmente se você levar à risca os conselhos abaixo, não raro dados pelas revistas femininas.

1) Quanto menos você correr atrás, mais ele vai te valorizar

Não sei vocês, mas eu não sou muito fã de sofrer, não. Prefiro viver a vida com uma cervejinha em cima da mesa, um pacote de Torcida sabor pimenta mexicana na vasilha, uns bons amigos, uns trocados no bolso, um amor pra chamar de meu e um sexozinho delícia pra encerrar cada noite e começar cada dia com aquele sorrisão no rosto. Isso, pra mim, é felicidade. E felicidade não cai do céu, não, meus bens. Felicidade se conquista indo atrás.

Então, se você quer o cara, nem que seja pra ser feliz por uma noite, por uma semana, por um mês ou pela vida inteira, por que correr no sentido oposto? Mulheres adeptas dos joguinhos nada mais são do que seres inseguros descobrindo o próprio poder de manipulação. Gente que até sabe o que quer, mas que faz questão de negar os próprios desejos por medo de ser julgada. Ou de chegar ao fim sem o troféu da vitória. Porque a conquista é sempre um processo – que pode vingar ou não. E aí, se não vingar, você sai por cima com a desculpa do “ah, eu nem queria mesmo”.

Acontece que, nesse jogo de gato e rato, você não é a única gata. Fez cu doce, próxima. É assim que pensam os homens de bom senso e que, como eu, não gostam de sofrer.

2) Homens não querem nada com mulheres que transam no primeiro encontro

Em primeiro lugar, eu mudaria a frase para: homens babacas, machistas e retrógrados não querem nada com mulheres que transam no primeiro encontro. Porque julgar uma mulher pelo uso que ela faz da sua liberdade sexual é coisa de gente otária que podia estar dormindo, jogando GTA ou tocando violão, mas que está patrulhando pela ~moral~ dos outros. Século XXI, planeta Terra, sutiãs queimados, pílula anticoncepcional rolando solta e você ainda acha que reprimir o prazer feminino é justo? Que ela deve dizer que não quer mesmo que esteja ardendo de vontade? Você só pode ser duas coisas: ou contemporâneo do meu avô ou um grandessíssimo idiota.

E em segundo lugar, porém não menos importante: quem disse que uma mulher, já no primeiro encontro, quer algo sério com o homem com quem está saindo? Mulheres com o mínimo de bom senso sabem que é completamente impossível fantasiar um relacionamento sério com alguém que sequer você conhece. Ele pode ser psicopata, estelionatário, egoísta, fã das novelas do Manoel Carlos ou usar tanga de crochê para dormir em dias frios – coisas que você certamente não suportaria, mas que jamais conseguiria descobrir com uma noite de convivência. Por isso, a única regra deve ser a seguinte: se ele for aprazível aos seus olhos e você aos dele, aproveita, minha filha. Nem que seja só por uma noite.

3) Confira o look ideal para você conquistar o gato

Pra mim, look ideal pra conquistar gato é fantasia de Whiskas Sachê. Se você tem que se vestir de uma maneira à qual não está acostumada só pra impressionar um homem, há alguma coisa errada nessa história toda. Não há problema nenhum em colocar um vestidinho bonito, passar um perfume gostoso ou jogar o cabelo para o lado que mais favorece o seu olhar. O problema está em ter que mudar o seu estilo – e seguir um padrão de beleza imposto por uma revista feminina – para despertar o interesse em outro alguém. Isso denota uma doença pra lá de grave: a falta de amor-próprio. Se você não acredita que ele se atrairá por você com seu tênis All Star surrado, um par de óculos de grau ou as unhas não esmaltadas, está na hora de se olhar no espelho – exterior e interiormente – e descobrir que você é muito, mas muito mais do que a sua aparência.

Aparência importa, é claro – não sejamos hipócritas. Mas ter que se vestir de uma maneira que vá contra o seu lifestyle só pra agradar alguém é de uma violência sem tamanho. É fruto da sociedade que encara mulheres como vasinhos de flores sempre lindos, coloridos, perfumados e dispostos a enfeitar o mundo. Portanto, não caia nessa. Pra começar, porque nada é mais importante do que você se sentir confortável consigo mesma. E depois, porque você pode até encantar o cara com um saltão quinze, um corpete acinturado e uma calça justa. Mas se o seu negócio for Havaianas, saião e regatinha, você não vai conseguir sustentar essa mentira por muito tempo.

4) Você é Virgem com ascendente em Escorpião? Então Áries com ascendente em Capricórnio é o seu par perfeito!

Não. Nada de achar que os Peixes dele vão nadar no seu Aquário. Ou que o Leão dele vai brigar eternamente com o seu Touro. Isso não existe, gente. Pode ser bonito, poético, emblemático ou apenas bacaninha. Mas definitivamente não existe.

Impressionar-se com horóscopo não é coisa difícil. Eu mesma, quando descobri que era Leão com ascendente em Câncer e lua em Escorpião, achei o máximo e tinha certeza de que a junção desses três fatores criava a melhor explicação do mundo sobre quem eu sou. Porque é o máximo mesmo. E sou bem parecida com a descrição astrológica. Mas um relacionamento é muito mais do que isso. Muito mais. Relacionamento só dá certo se vocês têm os mesmos valores e interesses.

O horóscopo pode jurar que o seu melhor fit é o geminiano com ascendência em Libra e lua em Sagitário. Mas se ele for compulsivo por viajar e você tiver horror a fazer as malas, não vai dar certo. Se você for louca por dançar até o chão todos os finais de semana e ele entrar na balada de cara feia e com um protetor auricular porque a música alta fere os ouvidos dele, não vai dar certo. Se ele for paranoico por limpeza e você se recusar a lavar a louça com menos de uma semana de incubação na pia, não vai rolar. Acredita em mim. Ter um relacionamento de verdade é muito mais do que formar um casal bonito. Ter um relacionamento de verdade é ser congruente. Acima de tudo, é querer ter um relacionamento de verdade.

Comentários