Esta foto é sua?

5 dicas para quem quer se aventurar a escrever

Muitas pessoas amam escrever, criar novos universos, desabafar no papel ou até mesmo nas notas do celular. Veem na escrita um aliado mágico de cura, renovação e a maioria dessas pessoas já se pegou tendo vontade de escrever uma história maior, um romance, algo mais denso onde pudesse despejar ali a sua criatividade, seus anseios, medos e sonhos.

Escrever é libertador, mas é um processo que exige estudo, dedicação e prática. Por isso, resolvi fazer uma lista de dicas para quem quer se aventurar a construir uma história. Claro que envolve muito mais do que isso, mas é uma ajudinha para quem não sabe por onde começar.

1- Leia muito

Livros como: Sobre a escrita, Grande magia- Vida criativa sem medo, Roube como um artista e os do próprio gênero que você pensa em escrever auxiliam muito no processo.

2 – Escreva sobre o que conhece

Por mais que se queira escrever uma fantasia, atribua a história fatos que você conhece e domina para que não corra o risco da história ficar vazia e superficial. Quando se escreve sobre aquilo que se conhece ou sente, a história ganha veracidade e isso conquista os leitores porque eles percebem que o sentimento do escritor ao falar aquilo foi real.

3 – Converse com as pessoas

Para escrever, é necessário concentração e solidão, mas para construir a história, nada melhor do que conversar com outras pessoas, observar os pontos em comuns, as diferenças, como se vestem, os hábitos, para que isso seja usado de forma leve na elaboração dos personagens.

4 – Não tenha medo

Escreva para você, algo que você gostaria de ler, dê vida a personagens que você gostaria de ser ou conhecer. Não tenha medo de não agradar aos outros. O medo pode ser um aliado ou um inimigo no processo da escrita. Ele se torna um aliado no momento em que você o ouve e respeita seus limites, pois, ele te faz focar e respeitar a história. Mas, se torna um inimigo quando te bloqueia e isso é muito comum. Saiba trabalhar com o medo. No livro: Grande Magia, da autora Elizabeth Gilbert, há melhores explicações sobre isso.

5 – Revise sua história

Quando você escreve, está carregado de sentimentos, influências musicais, cinematográficas. Ao revisar, você estará lendo como uma terceira pessoa, como o seu futuro público e saberá o que cortar, onde aprofundar, o que mudar e tudo mais. Caso se sinta confortável, mostre a alguém de confiança e peça opinião. Ouvir a primeira impressão de uma terceira pessoa que leu pela primeira vez a história que você lê há tempos, pode ser fundamental.

Contar com ajuda de professores de redação, português, literatura, filosofia, com amigos que possam opinar no processo, também é importante.

É isso. Espero que gostem :)

Comentários