Esta foto é sua?

5 motivos para dar uma chance para o pop dark da Billie Eilish

De tempos em tempos, o pop ressurge e se inova com nomes e elementos que trazem um respiro às batidas desgastadas pela repetição das rádios. Foi assim com Lady Gaga, Lorde e tantas outras. Agora, descobrimos uma artista que tem tudo para estourar nos próximos meses.

Foi daquelas descobertas meio sem querer, sabe? E, quando percebi, as músicas, tanto covers quanto autorais, já não saíam mais do repeat.

Hoje, trouxe 5 motivos para você também dar uma chance para seu pop dark e atualizar as playlists tudo!

1 – Ela já foi chamada de “nova Lorde”

Se você é a favor daquele pop mais dark, com letras profundas, vai entender a comparação da Billie Eilish com Lorde de cara. Muito disso se deve ao fato de que, apesar de seus 16 anos, faz muitas das composições com seu irmão mais velho – daí o tom mais profundo.

E isso ainda bem condensado ao eletrônico que as músicas ganham com os synths, quase sempre presentes em seus lançamentos.

2 – Suas influências vem dos lugares menos esperados

Nada de grandes divas pop: sua grande musa inspiradora é a mãe, que a ensinou a compor. Além dela, Billie também cita Tyler, The Creator e The Beatles – opostos que se reúnem na inventividade das músicas.

Ah, e para não dizer que nenhum nome do pop foi citado, ela acrescenta Aurora à sua lista. Tá bom ou quer mais?

3 – Ela faz músicas que você pode dançar

O que levou Billie a compor foi a vontade de criar músicas que você pudesse dançar. Uma de suas composições que estourou surgiu exatamente assim. Ela sentia falta de uma música para usar em suas aulas e acabou criando ela mesma. Parece até fácil, né?

O que importa é que deu certo e agora temos novas músicas para dar aquele up no dia a dia ou tocar nas festinhas.

Aliás, vale olhar seus lives e vídeos. Volta e meia ela faz uma performance mais artística, com coreografia e tudo.

4 – Dark twists

Comentamos aqui sobre suas letras menos óbvias – e vale mesmo a pena fazer uma pausa para prestar atenção ao que é cantado. A voz doce e a melodia enganam, mas, quando você menos esperar, vai estar cantando sobre ser perseguido pela polícia.
Dá um play em “bellyache” para entender do que estamos falando:

5 – Aquele cover que a gente não resiste

E se nada disso ainda foi o suficiente, você pode começar só por seus covers. “Hotline Bling”, do Drake, ganhou uma roupagem bem mais tranquila, mas o que mais chamou foi “Bad”, do Michael Jackson.
Olha esse resultado:

E então, o que achou? Divida também suas novas descobertas musicais pelos comentários e quem sabe elas não aparecem por aqui?!

Comentários