Esta foto é sua?

5 séries para assistir enquanto “Big Little Lies” não retorna

Não é por acaso que “Big Little Lies” fez tanto sucesso no ano passado. Para começar, que elenco é aquele?! Como se não bastasse Reese Witherspoon, Nicole Kidman, Shailene Woodley, Zoë Kravitz e Laura Dern, Meryl Streep entrou para a segunda temporada – e as primeiras fotos das gravações até começarem a sair!

Só no Emmy, fizeram a rapa e levaram oito troféus. Também pudera. A história tem, sim, mistério e suspense. Mas consegue dosar tudo com bastante seriedade, abordando temas densos como violência doméstica, estupro, bullying e muitos outros, fugindo daquelas tramas rasas e clichês.

Mas, enquanto ela não volta, separamos outras séries que podem fazer sua cabeça! Então já se prepara que a maratona vai ser longa:

1 – The Handmaid’s Tale

Se o mote é história focada em mulheres, não tem como não citar “The Handmaid’s Tale”. A série do Hulu é uma adaptação de “O Conto da Aia”, livro de Margaret Atwood lançado em 1985, mas ainda bem atual.

Ele acompanha uma sociedade distópica em que as mulheres não possuem mais nenhum direito e são divididas de acordo com suas funções: as de família mais rica, que já estavam casadas, ficam como donas de casa. Algumas, no entanto, tornam-se aias, sendo mantidas em famílias única e exclusivamente para procriar. Pesado.

Ainda assim, é possível encontrar alguns paralelos com discussões levantadas hoje em dia. Ah, e sabe quem tá por lá? A Poussey, de Orange Is The New Black!

2 – Objetos Cortantes

Se você anda nessa pegada de dramas mais sombrios, pode preferir “Objetos Cortantes”. A série, outra da HBO (eles só andam acertando, hein?), é baseada no livro de mesmo nome, escrito por Gillian Flynn, responsável por “Garota Exemplar”.
Ela é dirigida por Jean-Marc Valle e traz Amy Adams no papel principal. Ela faz Camille Preaker, repórter que volta à cidade natal para investigar um assassinato bem violento. Ao mesmo tempo, precisa lidar com demônios psicológicos de seu passado.
Com estreia prevista para junho deste ano, conta só com 8 episódios.

3 – Top of the Lake

Se o combo formado pelos cenários lindos e a atmosfera tensa e sombria parece bom, espere até ver “Top of the Lake”. A minissérie parece saída da mesma forma, embora se passe em uma cidade idílica da Nova Zelândia.

Assim como “The Handmaid’s Tale”, “Top of the Lake” conta com a presença da talentosíssima Elisabeth Moss, que tá aí mostrando a que veio desde Mad Men. A história mostra os maus-tratos sofridos por uma menina e seu subsequente sumiço, focando no trabalho de detetive.

4 – How to Get Away with Murder

Só tenho uma coisa a dizer se você ainda não viu “How to Get Away with Murder”: vai lá tirar o atraso! Sério, e nem é por “Big Little Lies”. As duas trazem novas visões sobre as clássicas histórias de mistério.

Na segunda, você não sabe nem muito bem quem está morto. Já em HTGAWM, explora-se também o viés legal da história, com os alunos trabalhando em casos reais das formas mais criativas e variadas possíveis. Tudo isso muito bem amarrado com um suspense na vida pessoal deles, que toma, pouco a pouco, o foco das temporadas.

5 – UnREAL

Em “Big Little Lies”, as personagens sofrem com a falta de privacidade, tendo suas vidas examinadas microscopicamente. E isso tem muito em comum com os personagens de “UnREAL”.

A série estreou em 2015 e fez o maior sucesso ao mostrar os bastidores de um reality show de namoro fictício, como um “The Bachelor” da vida. Ela acompanha, principalmente, Rachel Goldberg, produtora que fica responsável por manipular os participantes para gerar mais audiência.

A série voltou agora para sua terceira temporada, carregada nos barracos que já são tão característicos desse tipo de reality.

Tem outra sugestão de série? Divide com a gente nos comentários!

Comentários