Esta foto é sua?

5 sinais de que a idade está chegando

Meu irmão insiste em lembrar, as lembranças do Facebook vivem jogando na minha cara e minha primeira afilhada completando cinco anos nos próximos dias não me deixa esquecer: o tempo anda passando. Tenho a sorte de ver meus amigos envelhecendo ao meu lado (e me proporcionando novas experiências) e também de conhecer gente mais jovem a todo momento.

Esses jovens não me deixam outra alternativa se não perceber que não sou mais daquela tribo – usar “jovens” é apenas mais uma prova disso.

Mas para provar que eu estou superando essa fase (leia, querido irmão!), resolvi juntar o que mudou em mim e nos meus para que você não se sinta mal quando acontecer com você.

1 –  Trocar mensagens com amigos antes das 8h

Quando você é jovem, aproveita todos os minutos na cama antes de sair para encarar o dia. Como se o cansaço da juventude não te deixasse ter ânimo para mais nada. Quando essa fase passa, o relógio marca 8h e uma lista enorme de coisas já foram riscadas da checklist: os jornais do dia, o feed do Instagram, a roupa no varal.

Não é raro trocar mensagens com os amigos neste horário. Afinal, eles estão na mesma vibe que você e às vezes rola um “sai do escritório que horas hoje?” às 7h15min. Ou até um “liga a TV aí no Bom Dia Brasil que ta passando uma matéria sobre filhos”.

2 – Preferir atividades que envolvam uma conexão entre o seu corpo e uma cadeira

Dançar é incrível, baladas são demais. Mas de uns tempos pra cá, meus amigos tem preferido mesmo ficar em casa ou ir a um bom restaurante. Todos fazem atividades físicas e não tem nada a ver com sedentarismo. Mas chega uma hora em que você quer discutir sobre um novo projeto, contar sobre o seu medo do mundo, entender porque é tão difícil não se encontrar na profissão.

tumblr_lizlfg6uMA1qdqf3io1_500

Não dá pra avisar aos amigos que você está grávida numa balada. Não dá pra dizer que está com medo da vida, que queria fazer um intercâmbio mas tem uma vida estável. Você percebe que o que fala tem mais sentido, quer ouvir a opinião dos outros sobre a sua vida. E não é sono: muitas vezes, você vai dormir até mais tarde do que se estivesse numa balada. Mas com o corpo mais descansado e a mente mais leve.

3 – Explicar para os mais jovens porque o discman

Acho lindo ver gente andando na rua com fones de ouvido, daqueles bem coloridos. Me sinto num lugar civilizado onde não se roubam celulares e você pode usar um acessório que diga “tenho um”. O duro é quando sai, sem nem eu pensar, um comentário do tipo “e o bom é que hoje em dia a música nem fica pulando, né?” com alguém mais jovem.

giphy-disc

Cheios de razão, os meus colegas que já nasceram em ambiente digital não lembram de quando o discman, sucessor do walkman, trouxe para as nossas vidas a possibilidade de ouvir música fora de casa. Mas era complicado começar uma canção no ônibus, por exemplo, porque a qualquer buraco Oasis virava rap.

Estou contando os dias para ter que explicar para os meus afilhados que nós “baixávamos” filmes que não estavam disponíveis no Netflix e usávamos o Nero para gravar CDs com as músicas que demorávamos um dia fazendo o download na internet discada. Tenho certeza que eles não vão entender como era possível viver numa época em que só podíamos acessar a internet aos sábados depois das 14h.

4 – Você gasta mais com a casa do que com você

Não sei se o que vem primeiro é a vontade de ficar em casa ou a arrumação do lar. Mas uma coisa é muito ligada a outra. Quando o tempo passa, você prefere a sua casa do que um bar e até mesmo do que o restaurante hypado do momento. Se ele tiver duas horas de fila, então, amigo, o disk pizza pode ser muito mais interessante.

tumblr_inline_milbscxsss1rnvwt1

Mas o fato é que louças, toalhas, quadros e móveis fazem mais diferença na sua vida do que antes. A colcha de bichinhos já não faz sentido e você que antes não sabia o que era um sousplat se irrita profundamente porque os seus novos pratos não encaixam neles.

5 –  Você não tem mais paciência pra intriga e gente chata

Não-tenho-mais-saúde é o que você pensa quando alguém muito chato te convida para alguma coisa. Mas ao invés de ir e se martirizar por duas horas apenas porque pode-ser-mais-uma-pessoa-importante-no-meu-networking, você simplesmente não vai. Não dá. Não tem agenda. Não vai. Ponto.

gif3

Intrigas também te dão uma preguiça absurda. Você resolve ligar para amigos que não falava há cinco anos, almoçar com alguém que foi importante e se afastou, parar de acreditar que aquele cara de deixou por desamor.

Porque os 30 podem até te assustar um pouco, mas o caminho até lá é bom demais.

Comentários