Charlene Peruchi por Charlene Peruchi

6 motivos para assistir ao filme Orgulho e Preconceito

Eis um filme sobre amor, mas também sobre orgulho e preconceito. Vamos lá… algum dia, você já confundiu seus sentimentos por alguém baseada nas primeiras impressões que teve ou sobre o que te contaram dessa pessoa. Você já agiu com orgulho e preconceito em alguma relação e, no fim, esses dois pilares caíram por terra. Se isso já aconteceu com você que está lendo esse texto, então assista esse filme. E se isso não aconteceu com você, assista também ao filme, garanto que não será tempo perdido.

É muito fácil amar este filme. É muito fácil querer saber o que acontece com Elizabeth e Darcy. Esses que são os personagens principais desse incrível filme ambientado no século XIX.

1 – Elizabeth

De cara já nos encantamos com a beleza da atriz que faz o papel de Elizabeth, ela tem um sorriso e um mistério no olhar. Mas não é só isso, a protagonista de Orgulho e Preconceito age de forma a não se parecer com as mulheres da sua idade. Seus pensamentos sobre casamento, moral, educação divergem muito do que a sociedade espera de uma mulher. Ela é espirituosa, gosta de desafios, é inteligente e orgulhosa quando o assunto é defender o que pensa.

2 – Darcy

É quase impossível elencar os motivos pelos quais assistir Orgulho e Preconceito sem citar os dois protagonistas.
Com um semblante sério, reservado e cativante, Darcy conquista o coração de Elizabeth, e de quem assisti ao filme, mas ela não se deu conta disso. Apesar de não ser tão espirituoso e extrovertido ele é cativante e muito carismático. Seu jeito reservado e introspectivo são seu charme.

3  – Não aceitar o que é aceito pela sociedade

Nem sempre o que a sociedade acha certo é o certo para você. Por isso que Elizabeth tenta a todo custo fazer exatamente o que acha que é certo. Tanto que, ela nega um pedido de casamento do primo de seu pai, o que, pra época, é uma afronta, ela estaria desonrando a família. Mas do que adiantaria casar para deixar a família e a sociedade feliz se ela gosta de outra pessoa, não é mesmo?

4 – Amar sem ter medo

Quem não gostaria de ser amada e de se entregar ao amor? Pois é, sentimos isso ainda mais forte quando vemos o amor nascer entre os dois protagonistas. Um sentimento que supera a oposição da família e da sociedade. Um amor que supera a teimosia e o orgulho de Elizabeth e Darcy.

5 – A atrapalhada Senhora Benet

Com cinco filhas e com uma renda razoável a Senhora Benet não vê a hora de suas filhas estarem casadas e, melhor ainda se for com alguém rico ou que tenham algum status social. Sendo assim, ela ensina às filhas como conquistarem seus maridos, são várias táticas que você pode anotar para quando quiser conquistar alguém. Mas já adianto que as técnicas são um pouco antiquadas rsrs.

6 – Quando a realidade mistura-se com a ficção

Como disse, a história de Elizabeth e Darcy não é, apenas, mais uma ficção, ela é real para muitas pessoas. E isso que acaba tornando a história algo incrível, pois ela tem um ‘q’ de real, apesar do final feliz. Digo isto, porque nem todos os finais são felizes. Às vezes, só depois de anos é que você vai descobrir o que realmente sentia e aí pode ser tarde demais.

O que posso dizer é que você não vai se arrepender ao assistir a esse filme encantador. Que, além de todos esses motivos, possui uma linda fotografia e trilha sonora. Quem aí já assistiu a esse lindo filme?

chat_bubble Leia ϟ comentários

ϟ Comentários

arrow_back Voltar chat_bubble Comentar