Esta foto é sua?

7 curtas da Pixar para se encantar pelo mundo das emoções

Ir ao cinema é uma das minhas coisas favoritas na vida. Comprar o ingresso, pegar a pipoca, encher ela com muita, mas muita, manteiga são sinônimos de felicidade e isso é triplicado quando se trata de filmes da Pixar.

Afinal, ela é responsável por uma lista invejável de filmes que não são apenas simples animações: eles dão vida à objetos e seres e emocionam todas as gerações. E isso também é visto em seus curtas que conseguem nos presentear com um mundo de emoções, mesmo sem apelo de nenhuma palavra.

Então pega a pipoca e confere essa lista que separei com muito carinho.

pixar-gif

Não minto em dizer que reassisti todos eles com um sorriso de orelha a orelha e tenho certeza que vocês também ficarão:

 1 – Knick Nack

Vamos começar com um dos mais antigos curtas da Pixar, o Knick Knack, que nos traz um boneco de globo de neve tentando de todas as formas sair de lá para viver a vida alegre que os bonequinhos praianos representam. Quem nunca?

Hoje em dia pode até parecer que é fraquinho em relação a parte estética, mas gente, isso foi feito em 1989. Incrível né? E esse final? Assistam!

2 – O Jogo de Geri

Se tem um curta que lembra minha infância, com certeza é este. Eu tinha a fita (sim, fita) do filme Vida de Inseto e assistir ao jogo desse velhinho fofo era uma das melhores coisas.   Eu não sei se é a trilha sonora, se é a doçura do protagonista ou se são os cortes rápidos que nos fazem acreditar que realmente está acontecendo um jogo super disputado ali e até esquecer por instantes que é a mesma pessoa. Vale a pena ver e rever sempre, um clássico.

3 – Coisas de Pássaro

Coisas de Pássaros veio junto com Monstros S.A. (um dos meus filmes preferidos da vida) e um bom filme tinha que trazer um curta a altura. Ele nos apresenta de uma forma leve e engraçada a lição de que não devemos zombar de quem é diferente, pois no fim, quem pode acabar mal é você. E o final é o melhor de todos, haha.

4 – Quase Abduzido

Esse é daqueles para esquecer do mundo e rir um pouquinho. E até me identifico com ele. Sinto tão eu tentando apertar os botões sem ter lido o manual. Ainda bem que ainda não estou precisando abduzir ninguém, não é mesmo?

5 – Dia e Noite

Esse curta é um dos filmes mais divertidos e inteligentes que conheço. Personificar o dia a e a noite com desenhos 2D e trazer os seus elementos em 3D é uma sacada incrível. No começo tem aquela disputa leve, afinal, quem não tem seus momentos bons e ruins tanto de dia quanto de noite, não é mesmo? Depois vemos que podemos encontrar coisas boas nos dois lados e podemos nos divertir e aproveitar ambos!

6 – La Luna

Entrando na onda dos curtas fofinhos, temos o “La Luna”. Esse é daqueles que faz a gente parar de pensar um pouco e viajar distante na simbologia que nos proporciona. O começo do curta remete a uma tradição de família, como se fossem apenas pescar, mas no meio somos surpreendidos junto com o protagonista com essa linda história que também faz sorrir e emociona.

 7- O Guarda-Chuva azul

Olha, se me pedissem para indicar apenas um, eu diria esse, Blue Umbrella.

Neste curta temos uma cidade cinza, chuvosa e triste. Entre tantos guarda-chuvas sem vida somos apresentados a um azul, que esbanja simpatia e alegria, e no meio disso encontra o também colorido, e claro, feminino, guarda-chuva vermelho.

Longe de ser uma história inovadora, esse curta ganha pela delicadeza e graça em cada detalhe. É aquela velha narrativa de quando você encontra aquele alguém especial no meio de tantos alguéns, mas contado de forma única com esses ‘umbrellas’. Além disso, o gráfico e trilha sonora são impecáveis, tem momentos que até parece que estamos vendo uma filmagem em live action.

Eu poderia continuar essa lista até não acabar mais, mas quem em uma próxima. E ai, qual o preferido de vocês?

umbrellla02

Comentários