Esta foto é sua?

7 motivos para você entrar no mundo invertido de Stranger Things

Se você curte assistir séries, provavelmente deve ter se deparado nesses últimos dias com sites ou conhecidos comentando sobre a nova da Netflix: Stranger Things. Conheci ela assistindo os primeiros 8 minutos que o serviço de streaming liberou e já fiquei bem curiosa, algumas indicações de amigos depois e resolvemos começar a assistir o primeiro episódio inteiro… e daí em diante não paramos mais.

Assista aqui os 8 minutos iniciais aqui:

A história se passa nos anos 80 na cidade fictícia de Hawkins, em Indiana, e começa quando um dos meninos é atacado por algo e some misteriosamente. Experimentos científicos, aparições sobrenaturais, um pouco de suspense e comédia são alguns dos itens que fazem a gente vidrar em Stranger Things.

Hoje trouxe alguns motivos que mais me chamaram atenção e me fizeram entrar no mundo da série. A dúvida aqui seria…em qual deles?

1 – Aquele clichê que faltava

stranger092

Essa foi a frase de um amigo meu quando estávamos falando sobre o seriado. Sim, não existe nenhuma grande novidade no roteiro e talvez é exatamente aquilo que a gente imagina, mas é aquele clichezão bom, sabe? Aquele que faz a gente voltar a ser criança junto com os personagens e ao mesmo tempo de ter aquele medo do desconhecido, ter a vontade de querer entender o que está acontecendo e o que está por traz daquilo tudo.

2 – De volta aos filmes dos anos 80stranger-1

A série é ambientada nos anos 80 e isso é muito incrível! Particularmente adoro os filmes dessa época (um beijo para o John Hughes e Spierberg) e voltamos a essa atmosfera nas roupas, penteados, nos detalhes da casa, os romances adolescentes e todas aquelas coisas que adoramos em filmes como Goonies, ET, Curtindo a Vida Adoidado, Clube dos Cinco e aí vai…

3 – Referências que vão de Senhor dos Anéis à Star Wars

Por essa atmosfera oitentista também somos presenteados com referências muito legais (e bem nerdinhas <3), onde podemos citar principalmente D&D, Senhor dos Anéis, X-men, Star Wars, Star Trek, He-man e aí vai… e o mais legal é que as referências em algumas cenas são detalhes, mas em outras elas são praticamente protagonistas, afinal, a história é em parte contada na visão dos meninos, não poderíamos esperar algo diferente (e eu adoro!)

4 –  A Trilha sonora

stranger-gifss

Trilha sonora é algo que para mim conta muito, tanto em filme quanto em série, e, em Stranger Things não poderia ser diferente. Além de clássicos como The Clash com
Should I Stay Or Should I Go? (que tem um papel bem importante na série), temos Joy Division, New Order, cover de Heroes do Bowie, além, é claro, das instrumentais que dão o maior clima durante as cenas.

5 – Abertura e fotografia

Me diz se só vendo essa abertura já não te dá uma vontade de começar a ver agora, hein hein?

A fotografia da série também é incrível, os ângulos, a iluminação e a montagem deixam a série com uma aparência única que se reflete em cada detalhe.

6 – Quebra-cabeça

Nos primeiros episódios a série vai dividindo os personagens e cada um vai descobrindo parte do quebra-cabeça para tentar desvendar o que está acontecendo: a mãe, os adolescentes, as crianças, o delegado, todos parecem que estão em um filme próprio e aos poucos a gente vai junto com eles descobrindo o que está por trás de tudo isso.

7 – As crianças

strager-things-gifs

Todos esses tópicos acima para falar só agora da melhor parte do seriado: as crianças. Eles dão o tom da série e as melhores cenas são com esses personagens. Um destaque especial para o banguela Dustin, que para mim é o mais engraçado e tem as melhores frases do seriado e também para a Eleven, que vai ganhando a nossa atenção a cada episódio.

Para finalizar trouxe a trilha sonora completa do seriado para vocês curtirem ainda mais:

Fonte da playlist: What’s on Netflix

Agora deixa eu continuar a fazer a maratona que, infelizmente, são apenas 8 episódios e já estou acabando. E você, o que achou desse mundo?

Comentários