Esta foto é sua?

7 vezes em que a Taylor Swift entendeu seu fim de namoro

Não é segredo para ninguém que a Taylor Swift volta e meia escreve sobre seus ex-relacionamentos. E isso é normal, ué! Todo mundo busca inspiração nas próprias experiências quando se dispõe a criar algo.

O único detalhe é que, como a maior parte de seus ex também está na mídia, tudo vira manchete. Teve o Jake Gyllenhaal (gente, o nome desse homem é muito difícil sem colar no google, juro), o Joe Jonas, e até o John Mayer entrou na roda (né, “Dear John”?). Mas nada se compara à saga Harry Styles.

E quando ela mirou nos ex’s, acabou acertando todos os Harry Styles e Jake Gyllenhaals que a gente já namorou (que não são os originais de fábrica, infelizmente).

taylor-blank-space-03

Pensa só: aquele cara mais novo que você. Ou aquele que não estava “pronto” para assumir nenhum relacionamento. O cara que teve medo de levar as coisas em frente. Todas nós já passamos por (pelo menos) uma dessas. Eu, você… Nem a Taylor Swift é imune.

É quase impossível não ouvir algumas de suas letras e se identificar. Separei algumas só para provar meu ponto:

1 – “I knew you were trouble when you walked in, so shame on me now” – I knew you were trouble

Taylor já entrega essa logo no título. Tem cara que você olha e já sabe que vai dar ruim, mas mesmo assim vai lá e insiste no erro. Depois não dá nem pra reclamar, pois você sabia que ele poderia ser um problema desde o início. Conselho de amiga? Numa próxima, alerta vermelho!

taylor-1

2 – “I should just tell you to leave, ‘cause I know exactly where it leads” – Style

Todo mundo sabe quando chega aquela hora de dar um ponto final… Mas às vezes é difícil, aí você releva uma coisinha aqui e ali e se vê presa nesse ciclo sem fim. Amiga, não se deixe enganar, vai ser melhor para você, mesmo que ele tenha aquele olhar de James Dean.

taylor-2

Ah, e presta atenção nessa teoria da Taylor: diz ela que existem só dois tipos de caras no mundo, os homens e os garotos. Os garotos só querem um amor se for para ser na base da tortura, daquela conquista diária e de crises de ciúmes. Já os homens buscam um relacionamento consistente e saudável. Falei que ela entendia das coisas (;

3 – “You can tell me when it’s over if the high was worth the pain” – Blank Space

Tá, então você sabia que o cara era problema desde o início – a gente tem um feeling pra essas coisas –, mas gostou dele e decidiu dar uma chance. Só que esse é o tipo de relacionamento que você sabe que nem sempre vai para frente, mesmo se esforçando para funcionar. O jeito é viver 50 anos em 5, ser o mais intenso possível sem se enganar.

taylor-3

4 – “Are we out of the woods yet? Are we in the clear yet?” – Out of the woods

Você sabe que um relacionamento é frágil quando se dá conta de que não tem a mínima ideia de para onde ele vai te levar. Não existem regras e você nem ao menos sabe como o chamar. É paixão? Obsessão?

Esse vagar incerto não tem como ser bom para nenhuma das partes. No calor do momento, fazemos um ótimo trabalho nos enganando, né? :/

taylor-trocar

5 – “And maybe we got lost in translation, maybe I asked for too much, but maybe this thing wasn’t masterpiece” – All too well

Consigo, fácil, lembrar de pelo menos duas ou três vezes em que quis dizer uma coisa e acabou saindo outra completamente diferente, tirada daquele contexto minuciosamente criado na minha mente e jogada no meio de uma discussão. Se desentender é fácil, uma interpretação errada e tá feito.

Difícil mesmo é se expressar do jeito certo, segurar a emoção e formular um argumento que não possa ser distorcido. Para se pensar.

taylor-gif

6 – “It turns out freedom ain’t nothing but missin’ you” – Back to December

Talvez vocês já tenham reparado, mas em todos os tópicos anteriores o problema não é a gente – são eles. Não porque estejamos sempre certas, mas porque é mais cômodo apontar o erro alheio. Admitir o próprio são outros quinhentos.

“Back to December” é um pedido público de desculpas e uma constatação de arrependimento. É você achar que vai se sentir livre e independente terminando o namoro, mas perceber tarde demais que talvez fosse mais livre a dois.

taylor-sorry

7 – “Baby, I just gonna shake it off” – Shake it off

Maaas se teve uma lição maior que a Taylor nos deixou no ano passado foi “shake it off”! Cá entre nós, o desapego não é lá muito fácil. Experimente fazer a Taylor mais vezes e deixa para lá. Às vezes (muitas vezes), é melhor mesmo.

shakeitoff

E vocês, já passaram por alguma dessas situações?

Comentários