Esta foto é sua?

9 motivos que fizeram a gente se apaixonar por The O.C. <3

Confesso que por um longo período da minha vida, as séries com “dramas adolescentes” reinavam na minha lista, One Tree Hill, Gilmore Girls, Gossip Girl e é claro, The O.C, são alguns dos meus seriados preferidos e quem assistiu cada sabe que é impossível não se identificar (e não querer parar de assistir) eles.

Não nego que no começo eu tive um pequeno pré-conceito com a série, mas parte disso acredito que se deve aos comerciais de “Um estranho no paraíso” no SBT. Afinal, que nome é esse, minha gente? Mas depois de algumas indicações de amigos e várias referências na internet, me dei por vencida e comecei a assistir aquela série que contava a história do bad boy, Ryan Atwood chegando à Orange Country e sim, comecei a me apaixonar pela série desde o primeiro episódio e não consegui mais parar.

A trilha sonora, os personagens, as referências, enfim, são diversos motivos que fizeram de The O.C. um fenômeno para a cultura pop e resolvi trazer aqui hoje alguns tópicos que me fizeram adorar esse seriado.

Afinal, Califooooooooooooornia, californiaaa, aaaah.

1 – Uma série para rir, chorar e se identificar

Eu sei, eu sei, esse tópico pode parecer bem clichê, afinal, as minhas séries preferidas trazem esse misto de sensações, mas acredito que é um dos principais pontos para fazer com que elas tenham ganho um espacinho entre as nossas maratonas (e em nossos corações também).

the-c

Por mais dramático que algum episódio pudesse ter, sempre tinha aquele momento de descontração e vice-versa. Sem falar que como assisti com a mesma idade dos personagens, era quase impossível não se identificar com alguns dos momentos tensos da Marissa, os problemas do Ryan ou os pensamentos do Seth.

2 – A importância das mudanças em nossas vidas

eagora

Um estranho no paraíso pode ser até um nome que eu considero ruim, mas ele faz sentido e diz muito sobre o que ocorre com a série. Todos os personagens estavam lá, vivendo suas vidas pacíficas, o que em alguns casos era algo bem ruim e chega Ryan, modificando de certa forma um pouquinho do cotidiano de cada: Seth ganhou um irmão/amigo, Sandy e Kristen uma oportunidade de realmente fazer a diferença e Marissa, alguém especial.

3 – Inovadora para a época

welcome

Hoje temos vários exemplos de séries adolescentes que trazem assuntos como drogas, alcoolismo, roubos, depressão e todo esse pacote, Gossip Girl e Girls que o diga, mas na época de The O.C. isto não era algo tão comum e trazer essas atitudes foi algo inovador e que já demonstrava que a série iria fazer história e virar um fenômeno da cultura pop.

4 – Como  não amar Seth Cohen?

seth

Agora é sério, Seth Cohen é de longe um dos meus personagens preferidos de todas as séries, ele é engraçado, irônico, com ótimas referências nerds e o melhor gosto musical. OK, parece que estou aumentando, mas dá uma assistida para ver se não é impossível não adorar ele? É dele que saem as frases mais irônicas e engraçadas do seriado, sem falar que ele inventou um dos melhores feriados ever: The Chrismukkas e não podemos esquecer de fazer uma menção honrosa ao Captain Oats.

5 – Tinha as melhores frases

oc-frases

Depois de falar do Seth, impossível não lembrar das suas tiradas irônicas, frases como: “Eu era o Nemo e só queria voltar pra casa.” ou também as frases de Ryan que faziam a gente parar e refletir um pouco como: ”De onde eu venho ter sonhos não te faz mais esperto. Saber que eles não vão se realizar… isso faz”.

6 – Muito mais que um drama adolescente

the-oc-adult

A série tinha foco sim nas questões dos jovens, porém seus pais e todas as suas questões não eram deixados de lados e também eram protagonistas, então contamos com muito foco nos adultos e questões maduras também.

Sem falar em todas as questões envolvendo o personagem da Marissa, que não vou entrar em detalhes por motivos de spoilers (é para assistir! haha).

7 – O melhor ‘pai’ dos seriados

sandy

Falando nisso, podemos considerar Sandy Cohen, the coolest dad ever, haha. Talvez seja daí que o Seth tirou sua personalidade, Sandy é um ótimo pai, engraçado e tem um bom coração, melhor personagem <3.

8 – O romance entre Seth e Summer

seth-summer2

E o que falar de Seth e Summer? Eles protagonizam cenas de muita fofura. Eu não gostava muito da Summer no começo, acho que na realidade poucos iam com a cara, afinal: Ew? Mas com o passar dos episódios ela vai amadurecendo e virando uma das personagens mais queridas, nos trazendo inclusive muitas lições. Go go Sethmmer (??)

9 – E melhor trilha sonora

rooney

E para fechar essa é de longe uma das principais qualidades do seriado, a trilha sonora não era apenas um pano de fundo, ela fazia parte do enredo e ditava muitas cena. Além disso, tivemos bandas como The Killers, Death Cab for Curtie, Roney e Modest Mouse aparecendo no seriado, devo parte do meu repertório indie à The O.C. Obrigada!

the-ocg

Então fica aí a dica para quem não assistiu começar logo e para quem já assistiu, relembrar e ficar com Califooornia na cabeça. <3

Comentários