A bela adormecida - do conto para a realidade Esta foto é sua?

A bela adormecida – do conto para a realidade

Hoje eu vim falar com você. Sei que você está me lendo no teu smartphone, tablet ou aproveitando o horário de almoço no escritório. É verdade, eu poderia falar de tantas coisas aqui, poderia até ajuda-la a entender os homens, algo que não nos propomos por aqui. Hoje é um dia diferente, e embora seja sexta-feira e estamos nesse clima mais leve, talvez seja um bom dia para contar uma fábula.

Sabem aqueles contos de fada? Bem, vai ser com essa entonação que irei contar uma história hoje, dessas que não estão nos livros, mas que podem acontecer conosco.

Certa vez, alguns anos atrás, me mudei para um mundo encantado, um verdadeiro paraíso onde o homem vive em harmonia com a natureza. Eis que num castelo muito próximo ao meu conheci uma princesa: muito vaidosa, embora tivesse uma voz rouca que resmungava, um jeitão de guri e um nome lá não muito familiar à realeza, ela continuava sendo uma princesa, como toda linda criança de cinco anos é. Quem sou eu para discordar disso?

Embora tivesse esse jeito meio peculiar, essa princesa tinha (e tem) no coração uma bondade e pureza invejável, daquelas que despertam a inveja de todas as bruxas que possam conhecê-la.

Eis que essa princesa se apaixonou por mim, este pobre narrador que vos conta. Um daqueles amores platônicos que uma criança pode ter por um rapaz em seus vinte e poucos anos, mas ainda assim, quem vai dizer que não é amor? Os anos passaram, a princesa teve vários momentos em sua vida, está com 12 anos e bem, quisera eu que fosse ficção, mas hoje ela está em coma, dormindo um sono profundo, tal qual a bela adormecida.

Com toda tristeza que pesa em meu coração frente a isso, quisera eu ser, como nos contos de fadas aquele príncipe encantado que um dia ela possa ter sonhado, e ao toque de um simples beijo pudesse despertar desse sono. Não, de fato não posso e é por isso que escrevo hoje.

Ainda não sei bem o porquê estou escrevendo tudo isso, mas a verdade é que tenho muito carinho por ela e principalmente toda a sua família, a qual sempre nos acolheu muito bem.

O blog aqui é uma ferramenta maravilhosa, através dele posso conseguir me comunicar com tantas pessoas legais e únicas. Não sou religioso, mas hoje venho aqui para pedir que seja qual for sua fé, que inclua essa adorada menina em suas preces, pensamentos positivos, etc. Mais do que isso, quero deixar esse espaço para que vocês possam deixar mensagens de apoio e carinho aos pais, Mariela e Fabiano, assim como para a própria Bruna. Para a bondade não existem fronteiras ou barreiras, e mesmo sem conhecer a vasta maioria daqui, tenho certeza que o simples fato de saberem que há tanta gente lá fora torcendo por sua filha é algo motivador.

Pessoal, de coração mesmo muito obrigado por lerem esse texto e espero que possamos multiplicar esse bem!

Comentários