A vida não é filme Esta foto é sua?

A vida não é filme

A vida não é filme, você não entendeu. O final feliz não é garantido, pra começo de conversa. Você não vai conhecer a mulher da sua vida entrando de cabeça baixa em um elevador que vai enguiçar, aí você vai ver uma moça linda que, por acaso, vai estar lendo o seu livro e dizer: “pelo menos eu tenho esse livro genial pra me ajudar a passar o tempo”. Isso não vai acontecer. Seu melhor amigo não vai te chamar para um blind date com a “amiga chata” da namorada dele, e quando chegar lá você descobrir que ela é a mulher da sua vida. Desiste, isso não vai acontecer.

A vida não é filme. Você não vai conseguir fazer as pazes com uma rosa vermelha minutos depois de ter vomitado impropérios e verdades inconvenientes na cara da outra pessoa. As brigas com a pessoa que você ama não vão ser engraçadas, nem “fofinhas”. As brigas vão ser destrutivas, vocês vão se ofender e, em vez de fazer sexo de reconciliação, vocês vão dormir um em cada canto da cama, fazendo o máximo para evitar o outro. Você mandar mil mensagens e ligar no dia seguinte às oito da manhã não vai fazer com que ela mostre isso pras amigas e comente o quanto você é fofo e perfeito.

Se você, idiotamente, terminar com a mulher da sua vida por algum motivo bobo qualquer, ela não vai te aceitar de braços abertos, na chuva, chorando de felicidade, seis meses depois. Seis meses depois ela vai estar com outro, ou vai estar sozinha, te odiando. Ela não vai se orgulhar de contar para os amigos que vocês voltaram, porque os amigos dela já te odeiam. Não ache que quando o filme estiver acabando ela vai te aceitar de volta depois de você correr dezoito quarteirões e fazer um discurso de ano novo. Isso não vai acontecer.

A vida não é filme e você não entendeu nada mesmo. No meio do seu clipe romântico com trilha sonora por cima, vocês vão brigar por ciúmes, você vai ter uma má fase no trabalho e – idiota que você é – descontar nela. Depois de vocês se separarem e você se arrepender, não adianta chorar no banheiro, quebrar a porta com um soco nem ficar conversando com o seu gato sobre como foi burro em ter terminado com ela. Ela não vai ver nem ouvir nada disso, ninguém vai ver nem ouvir nada disso. Seu arrependimento não vai ser recompensado porque o roteirista sabe que as pessoas gostam de histórias de redenção. Você vai se redimir sozinho, chorando na sala da sua casa. A vida não é filme, você não entendeu. E eu só entendi agora.

Comentários