Esta foto é sua?

Aceite que as coisas não vão bem

Não é das tarefas mais fáceis, mas é das mais necessárias. Aceitar que as coisas não vão bem é o primeiro passo para que voltem a ficar bem de novo. É normal a gente não querer falar sobre coisas ruins. É normal a gente evitar qualquer tipo de comentário, confronto ou qualquer outra situação que nos exponha a uma fragilidade ou a uma fase nem tão boa assim. Mas, sabe, é tão necessário. É tão fundamental. Aceite que as coisas não vão bem.

Aceite que a história que tem levado adiante parece não ir tão adiante assim. Aceite que a sua situação no trabalho não é exatamente como você gostaria. Aceite que a sua vida está num momento que você não gostaria de viver. Aceite, mas não para sofrer, mas para aprender a superar.

Você não precisa dar risada todos os dias. Apesar da rotina exigir algumas coisas da gente, tipo ter que lidar com pessoas em dias que a gente só quer dormir sem ter hora para levantar, você não precisa fingir sentir uma coisa quando na verdade sente outra. Esta não é uma obrigação.

Às vezes esse período chato vai além de um dia, se transformando então em uma fase da vida. Isso acontece para a gente não se desesperar em procurar alternativas de resolver, isto é, não vai adiantar você sair hoje e beber até cair se amanhã será ainda mais difícil levantar. Entende? Faz sentido?

É que tem horas que a gente quer blindar nosso coração, eu sei. E aí gente recorre a saídas que nos façam pensar menos no que mais precisamos resolver. Mergulhamos tanto em fases como essas que não percebemos que fica ainda mais difícil sair lá de baixo.

Enfrentar é preciso. A vida adulta exige isso da gente. Que bom seria se fosse só correr para os braços da nossa mãe e chorar sem precisar levantar amanhã, mas a vida adulta é impiedosa nesse sentido. Por mais que não pareça, porém, há um lado bom: você aprende um pouquinho mais, cada dia mais, a como ser alguém mais forte. E a prova disso é lembrar que a última fase que você pensou que não superaria já passou.

Não fuja dos dias ruins, mas cuide do seu coração. Um café para despertar de manhã e um chá para aquecer ao anoitecer. Um livro para a alma respirar. Um filme para os olhos viajarem. Uma música para os ouvidos trabalharem menos. Tudo isso faz parte para que você se refaça – ou qualquer outra coisa que você gostar.

Aceite que as coisas não vão bem para que consiga aproveitar melhor quando elas ficarem ótimas. Porque esse dia vai chegar, viu? Vai parecer que não, mas os bons dias vão chegar sim.

Comentários