Esta foto é sua?

Ciúmes, amor ou insegurança?

“O que você estava conversando com ela? Quem é ela? Da onde você a conhece? Você já ficou com ela?”

Antes de tudo pergunte-se: “Qual motivo de ter ciúmes?” Se você namora uma pessoa, penso que você deve confiar plenamente nela, correto? Essa pessoa está ao seu lado pelo simples motivo de querer estar com você, correto? Quando alguém trai é pelo simples fato de se sentir “incompleto” em algum aspecto dentro do relacionamento, então entenda que só depende de vocês fazer com que o outro não desperte essa vontade. Vocês têm que estar em plena harmonia sexual, na hora de conversar e principalmente na hora de ceder à vontade um do outro.

Nunca vamos deixar de admirar o corpo de outras mulheres, muito menos deixar de falar besteiras com nossos amigos, pois isso faz parte da essência masculina e necessitamos disso para completarmos alguns vazios que o namoro nos proporciona. Se você parte do princípio que ligar de 5 em 5 minutos ou não deixar o parceiro falar com o sexo oposto é a melhor postura a se tomar, sinto muito em dizer mas não quero viver em uma “prisão” e sinceramente só te quero ao meu lado quando você confiar plenamente em mim.

Acredito sim que o ciúmes seja um tempero em um relacionamento, mas tempero demais desanda o prato. A partir do momento que seu parceiro não demonstra em excesso esse tal ciúmes você acaba adquirindo mais respeito e sabe que aquela pessoa está ao seu lado pois você transmite segurança e confiança a ela.

Homem ciumento não tem muito futuro em um relacionamento, mulher gosta de confiança e segurança, pois se você não confia nem em si mesmo como ela confiará em você? Todo mundo tem que ter seu espaço e principalmente todo mundo tem que ter uma vida fora do relacionamento, assim penso que o ciúmes só demonstra a sua falta de autocontrole e ainda nos traz mais segurança e certeza sobre o que vocês realmente sentem perante a nós.

De forma alguma estou dizendo para você dar “sorte ao azar” é sempre bom manter o controle, mas controlar é diferente de sufocar. Acredito também que em um relacionamento os dois tenham total consciência e discernimento do que se “pode” ou não fazer, e esse equilíbrio faz um relacionamento ser estruturado.

Há quem diga que ciúmes é prova de amor, discordo. Mas cada um gosta do seu jeito, não é?

Roland Barthes:

“Como ciumento sofro quatro vezes: porque sou ciumento, porque me reprovo de sê-lo, porque temo que meu ciúme machuque o outro, porque me deixo dominar por uma banalidade: sofro por ser excluído, por ser agressivo, por ser louco e principalmente por ser comum.”

Comentários