Esta foto é sua?

Como escrever uma carta de amor

Há algum tempo ouvi de um leitor que ele usara uma carta de amor minha para reconquistar uma mulher. Por isso, resolvi falar a verdade. Vou desmascarar esses escritores de araque, que ficam por aí comendo menininhas ingênuas com suas cartas de amor! Neste post vou provar que qualquer um, mesmo você, amigo tímido, é capaz de escrever uma carta de amor. E que não precisa talento. Quer tirar a prova? Leiam e usem com a sua namorada/esposa/namorado. Veja como vai funcionar. Vamos lá

“Fulana (insira aqui o nome da pequena)”

Nesta carta eu não vou dizer que te amo (começo inesperado, pra baixar a expectativa e depois fazê-la subir na próxima frase). Vou falar do porque eu quero ficar com você. Porque se eu só estivesse com você porque te amo, eu não teria outra opção. Mas eu estou com você porque, além de te amar, eu tenho diversos motivos. (distorce uma verdade já conhecida, como ficar com alguém porque ama a pessoa, neste caso, a faça parecer muito menor do que a sua realidade) (IMPORTANTE: aqui ela vai ficar com os olhos cheios d’água, mas ainda não vai chorar, senão estragaria o resto da carta).

E você sabe que eu tenho diversos motivos para não ficar com você. (derrube de novo a expectativa, para valorizar o que você vai dizer a seguir). Seu pai, a distância, seus amigos, a idade, você ser fã do Danilo Gentilli. (escolha a que melhor se encaixar na sua situação, e, na próxima frase, exagere AO EXTREMO a característica escolhida). Mas nada, NADA, me faria desistir de você. Nada. – Nem que você fosse filha do Silas Malafaia, nem que você tivesse amigos blogueiros, nem que você tivesse sete anos e eu quarenta. Nesse caso a cadeia nos separaria (escolha uma) (o ideal aqui é fazê-la sorrir, para baixar a guarda para o próximo parágrafo, e usar o último exemplo para uma piada)

Desde a primeira vez que – nos vimos, que nos beijamos, que nos olhamos, que conversamos, que fomos amarrados juntos no banheiro pelos assaltantes (escolha uma) -, só consigo pensar em – te beijar, te comer, te lamber, casar com você, te pedir pra trazer uma meio calabresa meio mussarela e um maço de Derby (escolha uma). Quando saí de casa para – ir àquela festa, ir àquele bar, ir àquela igreja, ir àquela suruba, ir àquela sala de chat 18+, ir à clínica de doenças venéreas (escolha uma) -, jamais poderia imaginar que encontraria – a mulher da minha vida, a mulher mais linda do mundo, a mulher mais inteligente do mundo, uma menina interessante como você, a boca mais receptiva e as ancas mais convidativas que já vi na minha vida (escolha uma de acordo com o grau de intimidade/seriedade/putaria do relacionamento de vocês). Aquela decisão mudou a minha vida. Durante a semana seguinte, toda vez que ouvia – Wonderfull Tonight, Something, Morango do Nordeste, Meteoro da Paixão, Dança do Créu, uma sirene da polícia (escolha uma) – eu pensava em você.

Sempre deixei claro que ainda sentia alguma coisa – pela Cláudia, pela Regina, pela Samantha, pela Xuxa, pelo Giovanne (escolha uma).  Admito que fiquei em dúvida. (esta frase vai baixar novamente a expectativa e fazê-a se sentir insegura, para mais uma frase-feita de efeito (ficou bacana isso!) (Aqui ela vai achar que você chegou a pensar em desistir, e vai ficar com a guarda mais aberta que perna de prostituta em dia de pagamento de funcionário público). Fiquei em dúvida se te pedia em casamento naquele mesmo dia ou esperava fazermos uma semana de namoro. (aqui ela vai quase chorar). Naquele momento percebi que tudo o que eu havia vivido até ali havia sido em vão. Eu começava a viver naquele momento. Toda a minha vida só teve a utilidade de, naquele dia, nos botar frente à frente.

E a partir daí, te amo cada dia mais que o anterior, e desejo estar com você cada minuto do meu dia. Cada um deles. Mas como já disse, não quero ficar com você somente porque te amo. Quero ficar com você porque – você me faz rir, você cuida de mim, você curte sexo anal, você curte ménage com outra mulher, você gosta de Naldo, você faz eu me sentir o sujeito mais amado do mundo, você me apóia em tudo, você participa da minha vida, você entende que o Jefferson foi só uma vontade passageira, você largou sua vida “fácil” pra trás, você já me contou a verdade sobre aquele vídeo amador seu que eu achei no Redtube (escolha duas engraçadas e duas sérias). E também por um motivo muito simples: você me ama como se eu merecesse. Como se eu fosse tudo o que você pensa que eu sou. E por isso, prometo daqui para a frente fazer de tudo para ser, de verdade, tudo o que você sempre sonhou. Porque com você eu sou isso tudo, mas sem você eu não sou nada. (aqui ela vai chorar, mas garanta o choro na frase seguinte, que vai despertar o instinto materno e protetor dela). Eu te amo. Não me deixe nunca.

P.S.: Desculpa se eu tiver exagerado em alguma coisa ou escrito algo errado. Falei praquele Ghostwriter cretino não tomar ritalina enquanto escrevia. Maldita geração Y. (Touché. Aqui ela vai rir ainda chorando, e pensar “como eu amo esse cara”. E aí, amigo, é partir pro abraço.)

Comentários