Esta foto é sua?

E ela se foi…

“A minha vida já não anda como antigamente, tenho me embriagado todos os dias, faço coisas sem sentido e no final disso tudo me pego vendo a foto do seu sorriso… Me pego vendo “How I Met Your Mother” para me sentir mais próximo, mas será que ela sente a falta de como eu sinto dela? Sinto saudades.”

Eu sinto a falta dele. Eu só não queria admitir. Só imagino o que ele deveria estar fazendo por aí. Eu juro que tentei mostrar para ele que deveria pegar leve nas festas e que… A liberdade que ele tanto procurava poderia estar dentro de um quarto para nós. Mas acho que ele não entendeu isso. Será que alguma vez ele me quis por inteiro? Eu sempre tive a dúvida não ser suficiente para ele quando esquecia que eu também deveria me importar com o que era bom o suficiente para mim, pois eu estava me doando demais. Aceitando demais, enquanto na maior parte do tempo ele me tratava como… Um “tanto faz”.

“Será que dá para consertar tudo o que você fez durante o ano inteiro em apenas um mês? Acredito que todos nós temos que passar por isso, pode ser um teste de algo que está para chegar, para não cometer os erros do passado. Uns podem ser resolvidos, outros só o tempo irá te dizer.”

O tempo vai ser suficiente para me fazer te esquecer? Eu vou dedilhar foto a foto para buscar alguma pista ou algum lugar que nós fomos mais fortes que uma promessa que a gente sabe que nunca vai se concretizar. Lembra quando a gente disse que nós íamos durar a vida inteira e que a gente ia chegar lá? Ou foi só mais uma mentira para eu não escapar?

“Não foi complicado só para mim não, olhava meus amigos falando de cada coisa que estava acontecendo, um pior que outro. Mas não vim aqui para falar disso não.“

Ninguém saberia o que tinha acontecido. Eu não ia dividir minha vida com os amigos e falar de um cara que já começava se chamando de “Crush”… “Kruschewsky”. O que de bom poderia vir daí a não ser quando eu estive cega demais para não recordar que acabou? O nosso sonho acabou.

“Viverei por um bom tempo com essa saudade me machucando todos os dias, viverei com o talvez, com essa dúvida… Será que ela tá bem? Bem sem mim?”

Eu não sei se fico bem daqui, mas eu tô tentando… Victor.
Tudo o que eu te escrevi foi por amor.

Texto escrito em compilação das melhores obras do autor Victor Kruschewsky.
Conheça o trabalho do autor na página no Facebook “Parece para você, mas é.

Comentários