Esta foto é sua?

Ele é canceriano. Que sorte a minha!

Eu bati os olhos nele e já sabia. Já sabia porque só quem nasce ali entre junho e julho detêm essa estranha habilidade de misturar timidez com simpatia. Canceriano é um tipo que demonstra carisma com uma dose de desconfiança e ele é exatamente assim: tem mistério, tem fofura, tem cuidado e tem a maravilhosa capacidade de cativar os poucos e bons que merecem estar ao seu lado.

A verdade é que convencê-lo a confiar em mim não foi tarefa fácil. Não é mentira quando dizem que canceriano é um povo desconfiado. Parece que eles já vêm todos meio calejados. São precavidos; ressabiados. Confiam em pouca gente, têm medo de sofrer e com eles o negócio é assim mesmo, meus amigos: um olho no peixe e outro no gato.

Fazê-lo acreditar em mim levou algum tempo. Parece que todos eles já sofreram muito na vida e a verdade é que fazem jus à fama de dramáticos. Cancerianos sentem muito, mas a verdade é que isso também é muito bom para quem gosta de se sentir amado.

Ser amado por um canceriano é ter uma fortaleza ao seu lado. Ele emana cuidado. Ele sabe do que você precisa antes mesmo de você precisar e a verdade é que isso não é nem um esforço para ele. Canceriano gosta. Canceriano tem prazer em cuidar.

Ele cuida de mim, cuida da casa, cuida da família. Ele cuida de tudo e a verdade é que ora ou outra esquece um pouco de se cuidar. Ele abraça o mundo porque gosta tanto de abraçar que, vai entender, criou o abraço mais gostoso do mundo para eu não querer parar mais de abraçar. Canceriano é assim mesmo: especialista em sentir; craque em amar.

Comentários