Esta foto é sua?

Ele sumiu. Mais um que sumiu.

Quer dizer, ele até avisou que iria sumir. Chegou pra você e disse na cara “olha, acho que não gosto de você o suficiente pra ter algo sério”. Foda, né. Pra levar pra cama, acordar do teu lado, levar pra passear, passar dias conversando, levar na casa dos pais, postar foto e fazer outros mil programas de casal que iam indicando que você poderia se entregar sem medo, pra isso ele gostava o suficiente.

Não sei se a palavra “enganar” é boa o bastante. Sabe por quê? Porque tudo parecia verdade. E era. Não duvide de que todas as coisas que ele fez foram de coração, mas talvez tenha se iludido. A essa altura você vai achar que eu estou o defendendo, mas não. Tô é impressionado com a transparência em chegar até você e dizer tudo isso. A lição que fica? Você se livrou. Antes que o estrago fosse maior, que o teu envolvimento aumentasse e que as três palavrinhas escapassem da tua boca.

Já pensou se você chegasse nesse nível?

Se você chega e diz que “fui tudo que ele queria”, talvez o problema tenha sido esse mesmo: você foi o que você quis? Não, mais uma vez eu não tô colocando culpa em ninguém. E ela jamais seria sua. Pega essa expectativa e deposita nos teus sonhos. Pega esse carinho que você nutria e joga pros teus projetos, pro teu amor-próprio e esquece que ele passou. Ou melhor, usa como vacina na próxima.

Não pra se fechar, mas para avaliar melhor. Droga, parece que eu tô jogando parte da culpa pra você. Não interprete assim. De maneira alguma. Aproveita que ele escolheu sumir e agradece. Toda desilusão amorosa serve para nos tirar da ilusão do que vivíamos. Bem-vinda à tua realidade. Se ama. Seja o amor da sua vida.

E segue.

Comentários