Esta foto é sua?

Eu ainda sou o seu parceiro de crime

Eu ainda sou aquele cara dentro do carro te esperando descer. Aquele cara que ficou deslumbrado com o que viu e que no primeiro olhar já teve a certeza de que não seria algo à tôa. Nunca foi. Ainda sou aquele cara que te mandou um áudio gigante tentando traduzir em palavras tudo aquilo que o coração se apressava em dizer. E eu ainda sou aquele cara que te amou e demorou para admitir.

Preciso dizer também que fui me tornando cada dia melhor por sua causa. Nossa convivência. Te fiz sofrer e nunca ousaria dizer que não fui ruim, tendo você tantas vezes jogado isso na minha cara, mas às vezes a gente erra por ingenuidade. Claro que você nunca ouvirá alguém dizendo que decepcionou um amor de propósito, mas assim como boas intenções também podem ferir, quem ama pode tropeçar. Me desculpe por isso também.

Você me tirou o medo de gostar de novo. Foi ouvindo aquela música que daqui a algum tempo as pessoas podem achar cafona e brega, mas que continuará nos emocionando, que te dei alguns de nossos melhores beijos. Foi ao som daquelas músicas com batidas lentas e compassadas que fizemos de noites soltas, as mais inesquecíveis. E eu ainda pareço conseguir sentir seu corpo nos lençóis, mesmo com a cama totalmente arrumada.

Pra mim, sempre foi mais que carinho. Amizade, parceria. Não era isso que você me dizia? Um cúmplice de um crime-quase-perfeito, tirando os cabelos que ficam pelo chão ou as vezes que você se esqueceu de alguma coisa aqui em casa. Pra você, eu sei, sempre foi mais que um lance legal. E eu sei que eu acabei não sendo tudo aquilo que você queria que eu fosse. Ainda assim, eu continuo sendo aquele cara que tenta de tudo pra te fazer feliz.

Que continua te olhando sem dizer nada. E vai olhar pra sempre. Que passa pelas fotos juntos no celular e se lembra de cada dia, cada momento e que refaz as trajetórias sem querer fazer nada de diferente – foram esses caminhos que me levaram até você, né. E eu vou ficar aqui, com essas rosas nas mãos e o carinho no coração. Te amando. Te desejando. Te querendo. E torcendo pra que eu ainda possa te fazer muito feliz. Seu “parceiro-de-crime” ideal.

Comentários