Esta foto é sua?

Feliz aniversário do nosso silêncio

Eu estava contando os dias, mas tenho que te falar que parecem anos.

O tempo foi passando e eu me senti cada vez mais ansiosa para esse dia. Sabe, era uma certeza que de alguma forma estaríamos conectados e até pensando que isso fizesse diferença de alguma maneira em nossas vidas. Às vezes eu vivo torcendo para que a gente se esbarre em alguma esquina, eu oro todos os dias que eu não te encontre com alguma menina, mas apenas vagando, como se também me procurando e dessa maneira a gente fosse caminhando e se acertando.

Eu sei que é esperar demais, rapaz. Mas não há desacerto, não há paz que me faça te tirar da minha cabeça e cultivar alguma esperança que não existe mais.
Eu desejaria muito estar errada, que toda essa desilusão fosse mágoa passada, que do alto da minha escada eu te visse chegar na minha casa para falar com meus pais que você desesperadamente precisa me dizer algo urgente. Eu não sei a razão ainda de acreditar que algum filme com final feliz vá mesmo acontecer com a gente.

Sei lá. Vai que acontece de repente.

Só me resta esperar. Você sabe que estou sempre no mesmo lugar. (Será que é esse o motivo da sua distância aumentar?)

De alguma forma, eu ainda quero ficar. Eu vou sempre me lembrar que um dia eu já estive no topo da sua lista de “amores possíveis para tentar”. Eu sempre vou lembrar que um dia eu sempre fui a sua primeira opção e mais do que uma diversão para se desestressar. Nós já fomos bem melhores do que isso, eu só não sei até que ponto nós nos perdemos desse caminho.

Mas para não deixar tudo morrer, eu preciso fazer mais do que colher algo bom que a gente plantou, não ficar só na lembrança que cada um fingiu que matou. Eu preciso preparar essa festa, ou melhor, essa celebração. Eu juro que te mando o convite VIP e espero com o coração na mão que você apareça no meio, um pouco sem graça, então, pois está atrasado como sempre, mas que seria impossível se perder mais nessa separação.

Mas, enquanto você não aparece, eu já fiz a festa, o bolo, chamei nossos amigos e até já belisquei o brigadeiro…

Ei.
Feliz aniversário do nosso silêncio.

Comentários