Esta foto é sua?

Garoto explica por que não devemos comer os animais

É engraçado como na vida os melhores exemplos (porque conselhos não possuem a mesma eficiência) vêm ou de crianças ou dos idosos. Soa meio paradoxal, eu sei, mas é incrível como nesses extremos da vida podemos tirar coisas extraordinárias. E hoje vou falar sobre as crianças, elas são sagazes e de uma esperteza ímpar.

Quando criança, eu era milionário (quem nunca apostou algo milionário com os amigos?), dono do mundo, me divertia e só me preocupava se depois dos exercícios escolares em ir ou brincar na rua, ou assistir Castelo Rá-Tim-Bum e os desenhos clássicos da Manchete. Ser criança é curtir os detalhes do dia a dia, as brechas, se divertir, é questionar, é ser um bobo.

Um tempo atrás, um vídeo muito interessante se espalhou pelo Facebook, é um vídeo emocionante em que uma mãe registrou uma conversa de seu filho durante a refeição, um papo digno de debates sobre consciência e como encaramos o consumismo e devemos respeitar os animais, e o mais legal, a inocência e sabedoria dele.

Olha só:

Emocionante não? É, também, daqueles vídeos que fazem as mulheres (e homens também) celebrarem num coro de ‘ownnnn’, ‘que bonitinho’, ‘que fofo’, etc. O fato que é linda a reflexão dele é, sincera e com muita relevância que faz muita gente refletir sobre como encaramos nosso prato no dia a dia. Como falei acima, quando criança, questionamos muito, e o garoto mostrou-se inquieto, curioso, distinguiu o certo e o errado, e no fim das contas tinha muita razão.

Pesquisando na internet, vi que houve alguns debates sobre vegetarianismo sobre o vídeo, etc, não vou entrar nesse mérito por aqui e, quem sabe, podemos deixar para outro momento. O foco em questão é sobre as coisas que o garoto indaga, afinal: quantas vezes você já parou para observar e respeitar as coisas que circunda você, os animais, o ar que você respira, o calor que você sente, ou até mesmo, água que você bebe, a natureza?

Comentários