Esta foto é sua?

“Já estou com saudades” é um bom motivo pra lembrar dos amigos

Não se engane, pois este filme não é só mais uma comédia romântica indicada pelo Netflix que você salvou em sua lista, deixou pra mais tarde, pra Sexta ou pra depois. Eu sei que a Drew Barrymore é uma das protagonistas e que assim como eu, você não lembra a última vez que assistiu a um filme em que ela fizesse parte do elenco e não fosse motivo pra rir sempre que lembrasse. Dessa vez é diferente e mesmo que o final não seja surpreendente, o importante é que a dica de não ficar por aí lamentando seja colocada em prática imediatamente. Agora, lembrar… Enquanto viver, ah, isso deve ser para sempre.

Em “Já Estou Com Saudades”, Jess e Milly são bff’s desde pequenas, isso inclui fazer todas as atividades possíveis juntas. Todas mesmo! Apesar das duas terem personalidades bastante diferentes, a amizade dura até a fase adulta enquanto ambas já tem família, carreira e motivos para rir das atitudes do passado. Milly já é mãe de duas crianças, mora em uma casa maravilhosa e tem um marido lindo e dedicado, e Jess é tão feliz quanto a amiga e mora em uma casa flutuante com Jago, que sonha em ter um herdeiro.

Depois de alguns tratamentos, Jess finalmente consegue engravidar e decide compartilhar a notícia com a melhor amiga quase irmã e então, descobre que precisa estar preparada para outra aventura que não a de ser mãe, no momento. Milly descobre um câncer e a partir desse momento, a vida das duas vira uma confusão embalada por uma trilha sonora emocionante que tem tudo a ver com a história e o clima londrino.

Antes que você chegue a uma conclusão do que se trata o filme, peço que continue lendo e não desista do que estiver fazendo, vivendo ou sentindo. Algumas situações tem o poder de mudar o nosso ponto de vista e nos transformar como pessoas e de vez em quando, podemos ter a sorte de encontrar alguém antes, durante ou depois desse caos, não pra chamar de testemunha e sim, pra poder contar e fazer graça das situações nada agradáveis que resultaram na união mais doce e sólida que existe: a amizade.

Pode até parecer papo clichê de mãe, vó ou conselheira, mas amigo mesmo vai sempre estar ali quando você estiver sem maquiagem, sem dinheiro, sem esperanças e com muitas lágrimas pra derramar. Vai aprender junto com você que todo mundo tem dias ruins, que a convivência é uma arte e que poder confiar em alguém é tão raro quanto o amor verdadeiro e que distância nenhuma no mundo vai diminuir a intensidade do sentimento recíproco ou do encontro depois de um longo tempo sem ver um ao outro.

tumblr_o1n65mp1y21qljqu0o3_540

“Amigo é aquele que sabe tudo sobre você e ainda te ama.”

A duas personagens nos ensinam muito sobre essa relação e também sobre a vida, então, tudo bem perder a cabeça, se perder no meio do caminho e aceitar a ajuda de um amigo pra ser o seu próprio Google Maps na vida real. E não se esqueça que assim como você, o seu amigo, amiga, irmãos de alma, todos eles podem e tem o direito de esquecer o que estão fazendo e a questão é, você vai estar lá, de coração aberto, não por ser uma dívida, mas por livre e espontânea vontade de dizer “eu te amo” com uma atitude?

Amigo que é amigo, não dá spoiler e caso tenha chegado até aqui, eu farei esse sacrifício, afinal relações exigem isso da gente e eu não estou falando de sofrer, escolher entre uma coisa e outra ou se privar de viver nossa própria vida. Sacrificar-se em nome de alguém é doar-se, ser quem você é e brigar. Falar um monte de besteira em nome da sinceridade e do respeito. Lutar para que tudo dê certo, entender o fracasso, o defeito alheio e que não importa quanto tempo passe, a amizade não é perfeita, nunca é… Mas se por algum motivo, ela é memorável, não perca tempo. Liga, vai! Manda mensagem, diz que sente falta! Ainda dá tempo de dizer que está com saudades, não se esqueça disso.

Comentários