lalalala Esta foto é sua?

Ju Romano: “a indústria lucra muito com a insegurança da mulher”

Imagine que você está no estúdio onde você vai fazer uma sessão de fotos para uma revista. Vai conhecer as peças de roupa que irá usar e só vê um casaco. Pergunta com o que ele será combinado e a resposta, num tom de brincadeira, é “com nada, você topa?”. A grande maioria das mulheres provavelmente diria que não. Mostrar o corpo nu para uma das mais importantes revista do Brasil seria uma atitude para meses de preparação psicológica e outros tantos de academia forçada para a maioria das mulheres. Não para Ju Romano.

A autora do blog Entre Topetes e Vinis respondeu um sonoro e empolgado sim. Porque é assim que ela quer que as suas leitoras vejam o seu corpo: sem motivo para vergonha. O resultado é uma das páginas mais bonitas e icônicas da publicação.

“O convite não foi para sair nua. Era só representando um tema no qual eu acredito. Não tem nada a ver com nudez e não preciso provar que não tenho vergonha do meu corpo pra ninguém, entende? Foi para mostrar para as mulheres que elas não são um extraterrestre por ter uma dobrinha aqui outra ali, que está tudo bem ter celulites, etc. Não foi por mim, foi por elas”, comentou Ju num papo aqui para o EOH.

plus-size-cover-elle-magazine-ju-romano-2

Ju foi uma das primeiras blogueiras plus size do Brasil e, de acordo com ela mesma, a primeira a “dar a cara a tapa”. “Acho que a indústria (estética, alimentícia e no geral) lucra muito com a insegurança da mulher”, afirma.

Se tem uma data para que essa insegurança mude? “Não consigo prever o tempo – infelizmente, porque seria ótimo saber! Acho que é mais um movimento mais interno do que externo. Da mulher se amar de dentro pra fora e que só cabe a ela dizer o que é bom ou não”.

Depois dessa foto incrível e de dezenas de posts inspiradores, qual é o próximo passo? “Meu verdadeiro próximo passo é fazer com que cada vez mais mulheres não tenham vergonha dos seus corpos”, finaliza ela.

Já falei aqui no EOH sobre a Vanessa Braga, sobre a campanha #ImNoAngel, sobre barrigas negativas e sobre como sermos gostosas de jeitos diferentes é bom.

Todos nós, aqui do EOH, achamos as nossas leitoras incríveis e gostosas. Mesmo sem saber o peso da balança ou o tamanho das roupas que usa. Porque quem se conscientiza sobre isso é mais feliz. Estamos contigo, Ju! 

Comentários