Não é joguinho - Ele(a) realmente não está a fim de você Esta foto é sua?

Não é joguinho – Ele(a) realmente não está a fim de você

Ela sorriu quando você insistiu naquela piada sobre astronautas e papagaio, mas não gargalhou pra você, entende? Ou naquele outro momento, que você pediu o telefone dela, ela não deu e você anotou o teu no celular dela, mas ela não te ligou, nem nada.

Mas aceitou o teu pedido de amizada no Facebook e te encheu de esperanças novamente.

Ela responde tuas mensagens – mas sempre com um ar de quem está em uma reunião importante ou operando o coração de alguém, e você se pergunta quem-fica-no-celular-com-o-coração-de-alguém-nas-mãos?

E pensando por esse lado, você até se considera muito importante pra ela já que mesmo super ocupada, ela insiste em te responder uma junção de “rs” com “aham”.

Você responde tuas próprias perguntas e acha que está numa conversa à dois.

E na sexta? Ela não poderá porque ficará com a família que chegou de longe. No sábado? Ela precisa levar o cachorro para passear e não sabe que horas voltará. No domingo, nem pensar. Ela não gosta de fazer nada no domingo. Sem contar que durante a semana, ela só consegue estudar e não tem tempo para mais nada – a não ser para sair com aquele outro cara de cabelo bonito ou com o de óculos estiloso.

E talvez até com aquele fortinho que faz Teoria da Comunicação II com ela.

Cara, vai por mim, ela não está a fim de você.

Quem sente fome, engole loucamente uma pizza gordurosa ou uma caesar salad. Quem sente sede, consegue beber sem parar quatro litros inteiros – de água ou de suco ou de refrigerante, que seja. Quem sente vontade, faz meia-noite virar dia, cinema virar motel e inbox do Facebook se transformar num delicioso par de ouvidos.

Se é mais-fácil-aprender-japonês-em-braile, está na hora de você trocar de idioma – e de curso.

Comentários