Esta foto é sua?

Nós que nos apaixonamos facilmente

Vinicius de Moraes conheceu Gesse Gessy em um restaurante, onde a moça estava jantando com Maria Bethânia. Assim que a viu, Vinicius se virou para Bethânia e disse: “quem é a sua amiga? Eu quero casar com ela”. Resultado: saíram do restaurante, viajaram para a Bahia e se casaram dias depois. Exagerado? Improvável? Incomum? Pois bem, pra mim isso não só é absolutamente normal como é algo que eu faria. Não é fácil a vida dos que se apaixonam fácil.

Eu já me apaixonei por mulheres à primeira vista ou à primeira conversa – e não foram poucas vezes. E não são paixões bobas, passageiras. São paixões de verdade, para mim, reais. Elas não passam do dia pra noite. Inclusive, das nove namoradas que eu tive, quatro foram paixões à primeira vista. Mas não é fácil. Não é nada fácil se apaixonar assim rapidamente em um mundo onde as mulheres acham normal os homens que levam meses para assumir um namoro e fingem de mortos só de ouvir em casamento. Eu não. Eu quis casar com todas as minhas namoradas. Eu quero me casar, ter filhos, cachorros e casa na praia com todas as pessoas pelas quais eu me apaixono. Assim como o Poetinha, a paixão me move.

Somos mal vistos. “Já se apaixonou?”, “você vai assustar a menina”, “se conheceram ontem e você já quer namorar?”. Já perdi as contas de quantas vezes já ouvi essas frases. E eu conheci ontem e não quero namorar, quero casar, viajar pro Tahiti, ter dois filhos e dois cachorros. E eu escrevo cartas, textos, choramingo pros amigos, passo todo o processo de estar apaixonado. E ninguém acredita, todo mundo acha que é exagero. E não é. Eu amei profundamente todas as nove mulheres que namorei. Todas elas foram especiais. O Toquinho disse uma vez que o Vinicius se casou nove vezes, sempre em busca de uma paixão eterna, mas que a grande angústia é que ele sabia que não ia encontrar. Eu já encontrei nove paixões eternas, mas foram eternas até acabarem. Quem sabe um dia eu encontro uma paixão eterna que não acabe.

Comentários