Esta foto é sua?

Nove coisas que todo casal deve ter passado

Eis que o mês de dezembro chegou! Com ele vêm junto comerciais do urso polar da coca-cola, músicas da Simone, propaganda de perus natalinos e shoppings anunciando quais carros irão sortear esse ano. Mas esse será um dezembro especial, uma vez que os Maias anunciaram que seria o último resolvi criar uma pequena lista de coisas que todo casal deve ter feito ou passado antes que o mundo acabe a fim de considerar que já tiveram um namoro de verdade. Como essas listas de dez coisas são muito clichê e sou preguiçoso para escrever onze, então coloquei nove para facilitar nossas vidas.

1)   Brigas idiotas: Talvez essa seja a mais óbvia em minha opinião. Por mais que façamos muito esforço para evitá-las, acho que por vezes há coisas que nos tiram da razão. Se depois de uma briga homérica você saiu correndo, atravessou a cidade, pois se sentia muito mal em querer consertar logo, considere como tarefa mais do que concluída. Relacionamentos em algum momento tem que nos tirar do ponto de equilíbrio e a beleza esteja em notarmos como aquela pessoa especial é um dos pilares desse equilíbrio todo.

 
2)   Passar vergonha perante a família dela(e): Por mais que nos sentimos mal na hora, depois são esses momentos que rendem as maiores risadas. Para ilustrar, vou compartilhar algo que houve comigo muitos anos atrás. Fui viajar com a família de uma ex-namorada para passar o natal e réveillon junto, tudo muito legal, mas por ser um relacionamento recente havia um pequeno detalhe: eu estava papo de quase uma semana sem defecar. Roxo de vergonha contei para ela, que contou para a mãe, que caiu nos ouvidos do pai. Piadista sem-vergonha que era, fui motivo de chacota do ex-sogro até o dia que finalmente fui ao banheiro. O cara ficou literalmente de camarote para ver minha cara depois da literal bela cagada que fiz!

3)   Não ceder às vontades dela(e): Relacionamentos também são disputas de poder, e não ceder algumas vontades do parceiro demonstram superioridade intelectual, caso você tenha argumentos concretos para convencê-la(o) que está errada(o).

4)   Ceder às vontades dela(e): Sim, fiz justamente de propósito nessa ordem. Como meu pai diz à minha mãe: “O que você não me pede chorando, que eu não faço sorrindo?”. Por mais que não concordemos com o que a pessoa quer fazer, relacionar-se é aprender lidar com isso.

5)   Descobrir algo irritante na pessoa amada: Pode ser a perna que ela tanto balança quando está sentada, ou o barulho infernal que ele faz mascando chicletes. São essas coisas que dão mais um toque de comédia ao relacionamento, quando sabemos lidar da forma correta.

6)   Ter algum problema relacionado ao sexo: Casais normais em alguma etapa devem ter passado alguma situação embaraçosa, estranha ou inusitada tratando-se de sexo. Isso faz parte da descoberta do corpo do parceiro, não temos um mapa ou livro que possa ensinar esse tipo de coisa. A vantagem é que tais coisas só aprendemos na prática.

7)   Viajar juntos: Uma viagem serve para muitas coisas, dentre elas uma rotina de casal por um micro espaço de tempo. Às vezes podemos nos surpreender tanto para o lado bom, quanto para o lado ruim. Não é a toa que antes de casar talvez seja ideal para o casal morar junto e ver se conseguem se adaptar.

8)   Pensar em nomes de filhos: Claro, por mais que ninguém queira fantasiar demais a respeito dessa situação, é um assunto que se levado de maneira leve não há nada de errado. Quem nunca “brincou” disso enquanto ficavam deitados na cama falando besteiras?

9)   Falar sobre zodíaco: Seja para justificar porque a cama pega fogo na sua relação touro-escorpião, ou para falar da bobagem que é frente a sua deliciosa relação libra-virgem. E assim existem algumas mulheres julgam a sua personalidade só por você ser de tal signo, vai entender?

 

Comentários