Esta foto é sua?

“O CAIO CASTRO É GAY!”, disse o invejoso

Hoje, logo cedo, dei de cara com uma mentira que virou trending topic no Twitter. No Facebook de alguém, vi a suposta foto do Caio Castro em clima de romance com o estilista Marc Jacobs. A principio, até acreditei, pois o cara da foto era realmente parecido com o galã global. Porém, após olhar melhor para a imagem, percebi que aquilo se tratava de uma tentativa, provavelmente movida pela inveja, de inibir o inquestionável e merecido sucesso que o ator faz com as mulheres e, consequentemente, de dar falsa esperança a muitos gays.

Muitos homens compartilharam tal imagem, como se enfim, tivessem conseguido um argumento sólido e capaz de fazer com que as mulheres parassem de babar pelo bonitão. Como se compartilhar aquela mentira fosse o melhor caminho para entrar no radar daquelas que só têm olhos para o Caião. Eles não apenas compartilharam a imagem, como comentaram coisas como: “Ele nunca me enganou!”. Como assim? Não sabem nada do maluco e falam como se o conhecessem desde a maternidade. Falam da vida alheia como se estivessem falando da própria vida.

Essa não foi a primeira vez que vi homens jogando sujo e tentando minar o sucesso (com as mulheres) de outros homens através do compartilhamento de mentiras do tipo. E também não foi a primeira vez que ouvi homens tratando a descoberta homossexualidade alheia como se estivessem diante do diagnóstico de uma doença. E se ele fosse realmente gay? Qual o problema? Eu respondo: nenhum.

Muitos compartilharam a foto como se estivessem divulgando o retrato falado de um bandido ou a prova de um delito inafiançável. Compartilharam como se tivessem direito de tomar conta do cu alheio. Só pode ser falta de confiança no próprio taco. Coisa que o Caio Castro, pelo pouco que vi em entrevistas, parece que tem de sobra.

Isso tipo de coisa não aconteceu apenas com o Caio Castro, pois vem acontecendo desde que me conheço por gente. Lembro da escola e de ouvir vários amigos tentando frustar a esperança das mulheres enquanto diziam que todos os bonitões eram gays. A menina dizia: “O Brad é tão lindo!”. E o invejoso, nitidamente incomodado com o sucesso do Pitt, falava: “Desista, o negócio dele é homem!”. Caro terrorista que vive tentando explodir o sucesso alheio inventando mentiras, uma coisa posso lhe dizer: para mostrar quem você é não adianta inventar que os outros não são. Entende? Se quiser ser desejado, aja como um homem de verdade e faça coisas que o torne digno dos olhos delas. Faça você o motivo que o tornará irresistível.

Se, ao invés de ficar perdendo tempo inventando coisas sobre os galãs, aprendesse a admirá-los ou apenas perdesse o medo de assumir que eles são realmente bonitos, provavelmente, ampliaria consideravelmente suas chances de não continuar invisível aos olhares das moças. Isso mesmo. O Caio é bonito, você sabe disso. O Brad também é. O Malvino também. Reconhecer a beleza de outros homens é muito diferente de sentir atração por eles. Outra coisa: quando achar um homem bonito, não precisa dizer isso utilizando a expressão “boa pinta”. Perca o medo de assumir a sua confiança em você. Mulheres (as não invejosas) sempre admitiram a beleza das outras e, nem por isso, tiveram a sexualidade questionada.

Se for falar de alguém, famoso ou não famoso, conheça-o antes. E lembre-se: falar mal daqueles que não conhece é um ótimo caminho para falarem, com razão, mal de você.

Comentários