O que eles pensam sobre – Ruivas Esta foto é sua?

O que eles pensam sobre – Ruivas

Se dizem que as loiras se divertem mais, as ruivas então nem se fala! Pelo menos pela crença popular (e estereotipada, claro) que acredita serem elas provocantes, cheias de personalidade, meio temperamentais e andarem no limite entre a inocência e a indecência.

As ruivas geralmente são protagonistas das histórias, mas também tem seus vários momentos de musas inspiradoras. Não é à toa que a garota “doce para o paladar”, mas nada santinha, da música “Fell in Love with a Girl” (Apaixonado por uma garota, em português) do White Stripes tem os cabelos vermelhos também. A letra em si não faz muito sentido, mas o som é demais. Daqueles que ouvindo bem alto dá vontade de soltar e se despentear, soltar os cabelos, jogar um vermelho neles e sair pela casa dançando só de camisola e meias numa versão feminina de Negócio Arriscado.

E tem vezes mesmo que jogar tinta e se colorir é tão divertido! Pode ser uma mudança, para quem não nasceu avermelhada de fábrica. Ou uma brincadeira, para quem só quer realçar o que já veio de berço.

Se você está nesse processo de brincar com a cores, saiba que o difícil mesmo é escolher um tom. Tem ruivo claro, ruivo escuro. Laranja, alaranjado (acredite, há diferença entre os dois!), louro avermelhado (que os moderninhos chamam de strawberry blonde), acaju, amadeirado, acobreado, bordô, vinho, cereja, vermelho dourado, vermelho intenso, e por aí vai …

Geralmente, os tons mais escuros, puxando para o vinho combinam com as mulheres naturalmente morenas, enquanto tons mais claros e alaranjados caem super bem nas loiras. Claro, isso não é uma regra, mas pode ser um bom ponto de partida para quem está pensando em tingir os fios. Se este é o seu caso, já aviso, talvez precise de um pouco de paciência até encontrar a cor que combina melhor com você.

Experiência pessoal? Cabelos coloridos dão um certo trabalho. Não muito, mas precisa cuidar. Confesso que sou uma ex-ruiva que desistiu (rsrsrs, que drama, né). Já usei o cabelo num tom bem escuro e discreto que aparecia só como um brilho avermelhado quando saía no sol. A cor que mais adorei, um castanho meio cobre como o da Emma Stone, durava só uns dez dias nos meus cabelos. Logo já desbotava e ficava com o cabelo loiro. Então, se for embarcar na onda do ruivo, já sabe, paciência e cuidado com os fios.


ruivinhas 1 ruivinhas 2 ruivinhas 3


E o que será que os caras aqui do EOH pensam sobre as mulheres de cabelos ruivos? A opinião deles não vale muito, mas é sempre divertido saber o que se passa pela mente masculina.

Léo Luz

Eu sinceramente não entendo esse encanto todo com ruivas. A combinação da pele clara com os cabelos cobre é bem bonita, mas não justifica essa celeuma toda. Sou um defensor das morenas até o fim, mas admito que tem algumas ruivas que quase justificam esse barulho todo. Quase.

Ruivas são exemplificação de que – ao contrário do que os franceses pensam – o vermelho é a cor mais quente. Possuem um quê de personalidade forte com misto de doçura morangosa. E, se bem me lembro das aulas de psicologia das cores, o vermelho estimula o sistema nervoso e faz o coração bater mais rápido. Vai ver, foi aí que me perdi no mar revolto e rubro.

Frederico Elboni

Confesso que não tenho toda aquela pira louca e devaneada por ruivas, acho gostosinho, rosinha tal – isso é demais! –, mas confesso, bem baixinho, que o meu coração sempre será das morenas. Maaaaaaaaaaas, como eu sempre digo: não é porque eu gosto de suco de maracujá que eu não beba com brilhos nos olhos um suco de laranja. No caso do Quiz de hoje: com mamão.

Ahh as ruivas. Ruiva não é uma cor de cabelo, é a cor de um fetiche. O vermelho é a cor do amor. Vermelho é quente, intenso. Talvez seja por isso que as ruivas despertam essa chama em alguns de nós. Combine isso ao fato de ruivas serem literalmente um espécime raro, quase em extinção, e o que temos é quase uma legião de devotos dessas encantadoras mulheres. É claro que isso vale tanto para as ruivas naturais com seu ar sexualmente delicado ao estilo Marina Ruy Barbosa, quanto para as ruivas auxiliadas pela química, mas com um espírito flamejante, como a Scarlet Johansson no papel de viúva negra.

Ricardo Coiro

Quais são as coisas mais importantes para a alegria da humanidade?, perguntaram a um sábio irlandês. “Ruivas, temakis e cafunés!”, ele respondeu. E desde que presenciei a resposta do sábio, todas as noites, eu sonho com a mesmíssima coisa: uma ruiva me fazendo um cafuné, outra ruiva bolando um temaki pra mim e uma terceira moça (de cabelos vermelhos e rosto sardento) me oferecendo uma sessão de surra de bunda. Não me canso desse sonho. Acordo revigorado.

Comentários