Os 20 significados de uma curtida Esta foto é sua?

Os 20 significados de uma curtida

Eu sempre gosto de investigar o que há de implícito nos códigos sociais, e há muito tempo venho desenvolvendo uma teoria de que uma curtida no Facebook é uma espécie de capital queridista, e listar os subtextos de uma curtida, me despertou muitos risos, e eu espero que você se identifique com alguma dessas situações, e caso goste de aquela “curtidinha”:

1 – Curtida de tia: eu tenho dois e-mails, um e-mail para assuntos pessoais, currículos e confirmações de cadastro e outro que eu chamo de “e-mail de tia”: nele chovem mensagens da minha tia com anexos de Power Point enfeitados de músicas New age, barulhos de pássaro, lições de autoajuda e paisagens de cachoeira. E eu amo tias corujas porque elas curtem só porque você é um sobrinho querido. Na verdade minha tia não é assim, mas eu acho que a maioria das tias são.

2 – Curtida de apoio moral: é aquele seu post que ninguém entendeu ou aquela piada que ninguém riu, e de repente, um amigo cheio de compaixão, vai lá e curte solitariamente pra num ficar feio.

3 – Curtida “sem esforço”:  é aquela que as pessoas nem olham o texto, a foto já possui uma mensagem fofa, é como um carro automático, não possui marchas literárias, vai angariar aquela popularidade manjada. São as fotos com bebês ou cães. E devo confessar que eu adoro curtir essas fotos.

4 – Curtida de mãe: é aquela curtida que você torce para não ter comentário junto, porque mãe no Facebook é mico, e pior ainda se ela usar aquele apelido constrangedor que ninguém sabe que você tem.

5 – Curtida de amigo sumido: é aquele amigo querido que você nunca mais viu, e que para dar um sinal de vida, vai lá e da aquele totó na opção “curtir”, e isso vai se repetindo, e você vai notando que ele quer se reaproximar, e a curtida passa a significar um “ei, eu to aqui”.

6 – Curtida de ídolo: é aquela pessoa que você mega admira, que escreve coisas fantásticas, e que um belo dia vai lá e curte o que você escreveu. E você se sente importante e volta lá várias vezes pra ver se é verdade.

7 – Curtida econômica: é aquele conhecido que geralmente escreve coisas muito bacanas e modernas, tem uma vida pra lá de interessante segundo a sua narrativa de Facebook, mas que não é tão próximo. Daí você tem vontade de curtir tudo o que a pessoa escreve, mas para num ficar chato, nem muito “paga-pau”, você da uma economizada, da uma curtidinha só de vez em quando, pra num parecer bajulador.

8 – Curtida invejosa: aquele stalker recalcado, que você sabe que te lê “escondido”, odeia quando um post seu bomba, mas que adora o que você escreve em “segredo”. Fica super atento para caçar um erro de Português, e quando te curte, você tem a sensação de que foi um like quase que contrariado, um braço a torcer, cheio de amargura.

9 – Curtida com tag mental: aquele post que você escreve pensando exatamente em alguém específico que você gostaria que curtisse, e quando esse alguém não curte, você fica mega frustrado, a ponto de investigar se a pessoa viu o post ou não.

10 – Curtida cônjuge: é uma vigília imposta pela sua namorada ou namorado, quase uma marcação de território, em que a curtida quer claramente dizer: “estou de olho em você”. Existe também aquele casal que sempre curte em dupla, se um vê que o outro curtiu o que você escreveu, vai lá e também endossa o coro dos likes.

11 – Curtida coxinha: é aquela pessoa que você sempre discorda das opiniões, acha alienada e que um belo dia curte o seu texto. E você fica naquele baita receio: será que EU escrevi alguma bobagem?

12 – Curtida “eu também”:  é aquela curtida em que a gente quer simplesmente dizer que também já viu aquele filme, também já foi pra Buenos Aires. Tem pouco a ver com o conteúdo, tem mais a ver com uma identificação, você não quer papear sobre isso, mas quer dizer que já fez, que “é da turma” e só.

13 – Curtida antipática: você escreve uma baita mensagem elaborada de parabéns, com metáforas, poesia, frases de efeito, “eliminações Bial”, e a pessoa em retribuição da só uma “curtidinha” e depois agradece no geral, e você se sente “só mais um”.

14 – Curtida devolvida: aquela pessoa que num interage muito com você, vocês não costumam se curtir, e você, um dia, por algum motivo, curte algo dessa pessoa, e no mesmo dia ela vai lá e “coincidentemente” curte algo seu. Troca de gentilezas virtuais, sabe?

15 – Curtida de encerrar discussão: aquela pessoa que de repente pega algum aspecto completamente inofensivo do seu texto e o transforma em uma discussão filosófica, ativista e agressiva sem que você esteja preparado, nem tenha dado “googadas” suficientes para debater o tema. Daí você dá uma curtidinha no comentário dela porque ta com preguiça de discutir.

16 – Curtida irônica: você achou aquela foto tão grotesca, sem noção, ou sente tanta vergonha alheia que até acha engraçado e acaba dando a mais maléfica das curtidas: a curtida de misericórdia.

17 – Curtida “vai com as outras”: geralmente ela é destinada às celebridades, pessoas curtem sem olhar, são simplesmente mais um acréscimo dentre as milhares de curtidas que o famoso já recebeu. Mas ela também acontece em frases da Clarice, ou em frases de autoajuda do tipo “Tudo o que é bom dura o tempo suficiente para se tornar inesquecível”.

18 – Curtida “meus pêsames”: é quando uma pessoa conta alguma desgraça do tipo: parente que morreu, ou gente que quebrou o braço, ou foi assaltada e você vai lá e curte pra se mostrar sensibilizado, mas se sente estranho curtindo aquilo porque parece que está você está curtindo a própria tragédia descrita.

19 – Curtida acidental: você ta lá no seu Smartphone fuçando na timeline de alguém e sem querer da um like acidental, e você fica na dúvida se você clica em “desfazer” ou deixa como tá.

20 – Curtida por obrigação: você se odiou na “foto pro Face” que a sua amiga fez da turma na cervejada, mas pra num deixar ela chateada não fala nada. Ela acaba te marcando na foto e você da uma curtidinha “sorriso amarelo”, do tipo me odiei na foto, mas não custa nada agradar a sua amiga.

Comentários