Esta foto é sua?

Para os que tem alguém longe

Quem tem alguém longe sempre se pega com a cabeça nas nuvens e a atenção vagando por aí, pelas paredes que já estão cansadas de ouvir chamar o nome ou recontar o caso. A saudade é do tamanho do quarto, mas bem que poderia ser a casa onde se fixa residência até que os olhos do outro venham bater à porta. Ou que a chegada seja dela mesma.

E é complicado manter algo assim. O ardor da chama, principalmente. Se os quilômetros separam, o Tempo vai apagando com a sua rotina os momentos vividos e por isso talvez seja tão lindo ver duas pessoas emocionadas ao verem que estão próximas de novo, que o “touch” finalmente virou toque e que a ausência vai se dissolver no beijo.

Ruim ter que dizer “tchau” de novo? Claro que é, mas quem tem alguém longe se acostuma com isso de dizer “até a próxima” algumas vezes sem nem saber quando esta próxima acontecerá. É um exercício de fé, isso sim. E com tanta coisa para aturar, quem agoura ou fala algo mal nem ao menos tem vez. Com essa falta para carregar, dar ouvidos aos mesquinhos pra quê?

Quem tem alguém longe se vira, isso é certo. Lança mão da tecnologia pra diminuir as distâncias e vai provando que estar “presente” nada tem a ver com física. Quantas pessoas não estão ao lado, mas nos fazem sentir sozinhas? Existe uma grande diferença que muitos não entendem, mas tudo bem. O Amor é muito raro para ser desperdiçado em longas explicações.

Fico com a frase de Magiezi que diz que “namora-se à distância, não a distância”. Resumo certo dos que estão separados, mas que em seus corações nunca estiveram tão juntos. Estar com alguém é afinar a sintonia que existe entre o casal e isso não requer olhos nos olhos 100% das vezes. Quando acontece, descobrimos que a conexão do Amor se completa no cara-a-cara, mas se desenrola no viver.

Que vai muito além da simplicidade dos olhos nos olhos.

Comentários