Esta foto é sua?

Por isso eu resolvi te deixar ir

Quando as pessoas entram em uma relação a dois, sempre vai ter alguém que se adiante, que pense lá na frente e, quem sabe, que se esqueça de viver muito bem aqui no presente. Só que não foi o que aconteceu com a gente.

Eu poderia te me acostumado, sim, eu poderia. Eu poderia adiar a despedida, esconder com a blusa as cicatrizes e as pequenas feridas, mas no fundo não seria eu. Eu não conseguiria.

Eu não vou transformar isso aqui num clichê apaixonado, mas tudo o que eu queria ter visto e vivido foi por um motivo tolo cortado.

Não foi seu jeito confuso e bagunçado, foi por, de repente, eu saber que você não conseguiria enxergar o que estava ao seu lado.

Eu sei que isso é um saco. Mano, ouvir essa história toda de acertos e fiascos não faz mais diferença agora, sabe?

Resolvi te deixar ir. Não, em nenhum momento eu te prendi. Você sempre esteve livre e isso foi o mais bonito pra mim. A gente esteve até onde pôde se fazer feliz. Porém, chega um momento em que as diferenças colidem e a gente desiste.

Quando se está sozinho e você é o único e justificar, a demonstrar, a se importar, bem… Não há nada mais que se possa fazer. Isso eu aprendi.

Você não foi a pior pessoa que já me cruzou no caminho. Está longe de ser. Aprendi a solidificar algumas bases que eu acabei por esquecer, mas sabe do que mais? Eu me surpreendi. Por ver uma nova forma de mim agir como eu nunca agi. Por ter tido respeito por você e por tudo que eu fiz.

Sim.

É bem possível que você não vá entender, que se coloque na posição de vítima onde todas as minhas palavras não atinjam você, mas quer saber? Eu fiz o que eu tinha de fazer. Alguém tinha que fazer! E eu fiz. Você não é tudo isso que você sempre diz. Me desculpe te tirar da sua zona de conforto, mas a gente sempre acha que é muita coisa até alguém nos tirar da nossa bolha e nos mostrar o quanto estamos errados. Bem, foi o que eu percebi.

Desculpe-me se te ofendi, mas… Foi o que eu vi e eu não vou mentir. Não estou mais aqui para falar o quanto eu te protegi, te guardei e perdi, mas que se estou em algum lugar que não me leve mais a nenhum outro, eu não penso duas vezes no fim.

Eu vou superar. Eu sei que vou. Mesmo que eu perca momentaneamente as esperanças, uma pequena decepção nunca me matou.

Talvez você ainda não entenda o que realmente te deixou, mas eu espero que quando acontecer de novo você corra atrás e admita que errou, afinal, admitir não te torna mais fraco… Te torna um homem que tentou.

Comentários