Esta foto é sua?

Quando a gente gosta é claro que a gente cuida

Eu estou de férias viajando pelas praias do Rio Grande Norte – que são lindas, por sinal – e desde que eu cheguei aqui, um fenômeno musical estranho vem acontecendo comigo. Acontece que até agora, em quase todos os bares, restaurantes e quiosques de praia pelos quais passei, havia alguém cantando, no exato momento em que eu cheguei, a música “Sozinho”, do Peninha. É verdade que essa é uma música bem popular em toda apresentação de voz e violão que se preze, mas isso já aconteceu tantas vezes em tão pouco tempo que eu fiquei absolutamente obsessiva com o refrão e não consigo mais parar de cantarolar aquele manso “quando a gente gosta é claro que a gente cuida”.

Repeti essa frase tantas vezes nos últimos dois dias, que confesso: fiquei pensando no quão singela e significativa ela é. Volta e meia eu paro para refletir sobre o quanto é possível dizer muito com poucas palavras, e hoje, cantando essa música enquanto tomava uma água de coco, percebi que essa é uma daquelas frases que fazem eu me sentir uma impotente por ter que escrever linhas e mais linhas para tentar expressar meus sentimentos juvenis e minhas ideias impermanentes.

A verdade é que eu já investi muito tempo refletindo sobre o afeto, a loucura do cotidiano, os sentimentos líquidos e toda a superficialidade das relações na nossa geração sem chegar a nenhuma grande conclusão, e hoje, cantarolando uma música despretensiosamente, finalmente percebi que é isso. É simplesmente isso. Afeto gera cuidado!

Quando a gente gosta não há distância, não há falta de tempo, não há rotina cansativa, não há namoro recém-acabado nem sentimento mal resolvido que nos impeçam de demonstrar cuidado. Quando a gente gosta a gente quer saber como vão as coisas. A gente diz que está com saudade. A gente pergunta como vão os estudos. O trabalho. A viagem.

Quando a gente gosta não tem jeito. A gente quer saber como vão o cachorro, o periquito e o papagaio. A gente pergunta da gripe. Do pulmão congestionado. Quando a gente gosta a gente indica um remedinho, diz que está frio e é melhor descansar para tomar cuidado.

Quando a gente gosta a gente deseja coisas boas. Dá um abraço carinhoso. A gente ajuda com o trabalho. Quando a gente gosta a gente ouve os problemas, pergunta dos medos e faz o outro se sentir melhor por não ser o único todo errado.

Quando a gente gosta, é verdade, podem existir mil problemas no mundo, mas a gente cuida porque fica mais gostoso ter cuidado.

Comentários