Gisele Bundchen Esta foto é sua?

Respeito ao tempo: porque Gisele merece nosso aplauso

Não é pelo marido lindo, nem pelas poses impossíveis de ioga, muito menos pela barriga tanquinho. Nem pela fortuna, pelas capas de revistas, pela fama mundial. Gisele Bündchen merece o nosso respeito e a nossa admiração por uma coisa que, nem anônimos nem famosos costumam fazer: respeitar o tempo das coisas.

Ela continua linda e fez ontem o seu último desfile. Com a naturalidade que faz os passos parecerem samba na passarela, com o mesmo sorriso que fez dela a única über model da história da moda. Mais do que sair das passarelas como um mito, Gisele saiu das passarelas como Gisele. “Mas, na semana passada você disse que era contra as passarelas”, os leitores mais atentos. Sou contra, sim, a padronização da beleza que existe nela. Mas respeitar as diferenças é também admitir que Gisele, com sua barriga tanquinho e seus olhos claros, mereceu o lugar que conquistou.

Gisele chamou as amigas para o momento em que os casino online holofotes poderiam estar todos únicos e exclusivamente voltados para ela. Quantas vezes você já quis ser o único centro das atenções? Gisele chamou a família para a primeira fila. Em quantos momentos você já preferiu deixar seus pais em casa por vergonha da reação deles? Gisele se emocionou diante do mundo inteiro. Quantas vezes você teve vergonha de chorar na frente dos outros? Gisele parou de desfilar porque entendeu que o tempo passou. Quantas coisas você ainda fez, mesmo que a exaustão já tenha chegado? Ontem, assistindo o último desfile de Gisele, pela primeira vez eu chorei olhando para a passarela. Não por inveja, não por tristeza. Mas por perceber que muitas vezes não sei respeitar o fim dos ciclos. Enquanto Gisele, ah, Gisele. Gisele sabe a hora de sair de cena.

Comentários