São as diferenças que fazem o casal perfeito Esta foto é sua?

São as diferenças que fazem o casal perfeito

As coisas são bem simples, mas homens e mulheres são totalmente diferentes. Como naquela vez em que meu time caiu para segunda divisão e eu fiquei de luto o resto da semana inteira. Ela não entendeu e a gente acabou brigando – ela por me achar imaturo demais, eu por achá-la insensível demais. Ou como quando o Charlie Sheen deixou o Two and Half Man e eu resolvi não assistir os novos capítulos. Mas ela gostou. Falou que o Ashton Kutcher é mais engraçado. Na verdade, suponho que a beleza do Ashton tenha realmente chamado a atenção dela.

Somos diferentes. Fisicamente ou psicologicamente. Homens sentem dores no saco. Mulheres sentem dores nos peitos. Mulheres choram por finais óbvios de filmes comuns. Homens choram quando o filme tem algum animal de estimação que morre. Mulheres menstruam, passam pela temível TPM e tudo fica assustador nesta fase. Homens possuem uma espécie de TPT (Tensão Pós Trabalho), que acontece semanalmente. São aquelas horas em que o homem chega em casa após o expediente e não esta afim de conversar sobre nenhum assunto. Ele sente no sofá com uma cara fechada e fica passeando pelos canais da TV sem prestar atenção em nada.

Faz parte do mistério da vida essa guerra de sexo opostos. Uma guerra bastante deliciosa, por sinal. Tais “inimigos” sempre dão um jeito de fazer as pazes de forma interessante. Não adianta querer que a sua namorada entenda perfeitamente a regra do impedimento, a diferença entre ficar calado e ficar puto ou sobre o quanto você merece por ter lavado a louça do jantar de ontem. Assim como não dá para cobrar do homem a percepção de que você cortou dois milímetros do teu cabelo, ou de que trocou as cores das unhas dos pés de rosa claro para rosa bebê ou de que ele lembre a roupa que você estava usando no dia do primeiro beijo que vocês deram em Agosto, de 2001.

São essas diferenças que fazem o casal ser perfeito. Essas imperfeições que os completam. É como num quebra-cabeça, onde cada um tem a peça que falta no outro. Com o homem querendo saber mais de comédias românticas melosas com o Freddy Prince Jr. E a mulher querendo entender sobre o UFC. O homem querendo ler Tati Bernardi. E a mulher querendo ler Arthur Rimbaud. Os relacionamentos são feitos destes ensinamentos – desta troca de informações. Fazendo, assim, os dois se multiplicarem.

E não brigue com o outro por ele não entender o sentido exato das coisas que te inferem. Apenas saiba enxergar o esforço que é feito para o encaixe entre vocês ser perfeito

Comentários