Sinceridade - O pior segredo não é o que machuca, acredite Esta foto é sua?

Sinceridade – O pior segredo não é o que machuca, acredite

As pessoas têm uma noção um pouco deturpada de sinceridade. Geralmente, as coisas absolutamente banais e sem importância são valorizadas quando são confessadas, e tratadas como se fossem grande coisa. Mas não são. O que hoje em dia se convenciona chamar de sinceridade absoluta não passa de um conceito equivocado e errôneo do que é realmente importante e do que é apenas corriqueiro.

Você acha mesmo que contar para a sua mulher que está apaixonado pela sua professora de Hatha Yoga e que quer se separar pra morar com ela no Tibet é um ótimo exemplo de sinceridade? Não é. Homens se apaixonam por outras mulheres milhares de vezes todos os dias, e se separam, e se mudam pro Tibet. Grande coisa. Falar para o seu amigo que ele tem bafo ou que ele cospe quando fala tampouco é prova de sinceridade absoluta. Nada demais, nenhuma vergonha em falar isso, acontece. A sinceridade absoluta é outra coisa bem diferente.

Um homem realmente sincero com a mulher é aquele que admite para a mulher que anda pela casa atirando teias de aranha imaginárias do seu também imaginário lançador de teias do homem aranha, e que, ao olhar para baixo, imagina os prédios do centro da sua cidade, com você voltando para casa sobre eles. Isso é ser sincero. Assumir ter uma amante qualquer mulher pode suportar, mas é preciso ser a melhor mulher do mundo para entender este tipo de coisa. Uma mulher arrojada, moderna, liberta de preconceitos. Traição ela tiraria de letra, te botaria para fora de casa ou te perdoaria. Ela tem dezenas de amigas que já foram traídas ou trocadas, mas aposto que você é o primeiro namorado da turma a andar pela casa e pelas ruas lançando suas teias de aranha imaginárias.

Já admitiu que gastou a poupança de vocês pra comprar bancos de couro pro carro? Grande coisa! Quero ver admitir para a sua mulher que às vezes, quando não tem ninguém em casa e você quer pegar um objeto que está longe, você tenta, por alguns segundos — vai que você consegue!, levantar o objeto com a força do pensamento. Às favas com traições e confissões de que perdeu o dinheiro da conta de luz num jogo de Cartas de Pokemon! Tentar levitar objetos sim é algo sério a ser confessado e complicadíssimo de conviver. É uma mancha que fica para sempre, e que homem nunca tentou fazer isso?

Continuar um casamento com um homem que teve uma recaída e te traiu com o professor dele de lambada, qualquer mulher consegue. Homens são assim, previsíveis. Mas e se o seu namorado confessa que perde horas e horas do dia dele pensando que poder ele escolheria se ele de repente se transformasse em um super herói? É preciso estar preparado! E não há dilema maior do que escolher entre invisibilidade, super velocidade, super força e visão de raios-x! É importante ter isso pensado de antemão, mas não é fácil admitir isso. Já vi homens que, pegos em uma situação dessas, preferiram admitir uma traição a contar a verdade. Algumas verdades são difíceis de lidar e nunca devem ser reveladas.

Comentários