Esta foto é sua?

Toda mulher merece um elogio espontâneo

– Oi amor

– Oi amor

– Tudo bom com você ?

– Tudo certinho e aí?

– Também, acabei de voltar do salão.

*Silêncio*

– Você não notou NA-DA de diferente?

*Mais um momento de silêncio*

– Você não vai elogiar a minha nova tonalidade de cabelo e minha cor de unha?

E assim geralmente antecede algumas das maiores batalhas entre os sexos. Fico pensando quantas milhares de vezes esse tipo de situação ocorre cotidianamente, com pessoas de todas as classes sociais, nacionalidades e sim, até com você nobre leitora ou leitor.

Recentemente assisti um video, segue o link:

E aí, o que acharam? Pois bem, deixando de lado o marketing genial feito, o video trata algo muito interessante, a forma com que nós homens adoramos elogiar as mulheres. É muito legal de ver a forma com que os homens ficam com uma cara de quem aprontou algo, no bom sentido, e de que estão esperando ansiosos por uma reação de suas companheiras.

Analisando um pouco o video, cruzando com minhas experiências e as que alguns amigos compartilham há algo extremamente peculiar que gostaria de abordar, dividido em dois pontos.

1)    Nós homens elogiamos coisas que vocês mulheres não dão valor, e vice-versa. Enquanto vocês se sentem “poderosas” e esperam ouvir elogios após ir ao salão e dar todo aquele trato no cabelo, unha, maquiagem, etc, nós homens apaixonados captamos essências em momentos totalmente incomuns e inusitados, tão falados por aqui pela maioria de nós: aquele pijama de algodão cheio de bolinhas, espiá-las tomando banho, usando uma camiseta nossa, e assim por diante.

2)    O segundo ponto é que vocês mulheres pedem elogios nessas situações anteriormente descritas, o que nos deixa em posição de xeque: por mais que a pessoa amada esteja realmente linda, perde-se todo encanto quando não é espontâneo. Aquele silêncio demonstrado anteriormente no diálogo mostra claramente como ficamos entre a cruz e a espada: ao mesmo tempo que queremos falar algo e elogiar, há um enorme freio de mão nos prendendo, uma vez que o elogio não foi algo que construímos em nossas cabeças e corações em primeiro lugar, a partir daí inicia-se nosso tortuoso processo de dilema pessoal.

Portanto, a grande lição que eu gostaria de extrair desse assunto é que nós homens temos pequenos “derretimentos” por vocês em momentos de grande intimidade, onde estamos lá nós dois, literalmente desnudos de toda produção. Dessa forma ficamos mais sensíveis em captar “detalhes” e voilá: um lindo elogio é pronunciado de nossa boca de forma natural, sincera e espontânea.

“A graça em se receber um elogio está justamente no fato de não esperar por um”

Comentários