Esta foto é sua?

Trilha sonora: quem não gosta de samba…

“… bom sujeito não é”. Já dizia a música e diz também todo o sentimento do bom brasileiro. E não adianta fazer cara feia, afirmar que odeia. Todo estilo musical é bom, é só saber o que ouvir. No caso do samba, então, há uma imensidão de bons compositores e sambistas de tirar o chapéu – e tirar também pra dançar.

Sou sincera em admitir que não pensei sempre assim. Fazia birra, cara feia. Até que um dia, por uma felicidade do destino (e por ter amigos maravilhosos!), cai num curso de dança de salão. Nunca mais pensei em viver sem uma boa parceria para um bom samba, um forró ou, mesmo, um bolero bem lento.

Isso porque não existe no mundo sensação melhor do que dançar. Isso também porque não existe coisa mais versátil do que ter na ponta do pé alguns passos: de dançar até cair, fazer amigos e se divertir, seduzir um amor de uma música só ou pra vida toda.

Na dança, quem conduz é o homem. E não existe nisso nenhum machismo: é puro romance. Dançar é, pra mim, o sinônimo mais perfeito de “se deixar levar”.

No universo da dança, me reencontrei com o samba. Com o batuque que arrepia, que cativa, que faz o coração bater tão rápido quanto o tamborim. Não o samba do carnaval (que eu também aprendi a amar), mas o samba dos botecos, os sambas de vela, das rodas de amigos.

Aprendi que sambar é não estar só. É estar com o par, com o outro, consigo, com o ritmo. É colocar pra fora, cantar poesia aos gritos, chorar a tristeza com fervor, declarar-se sem casino online falar. Sambar é perceber que o coração tem melodia.

Fiz uma daquelas listas pra todos os momentos – e há tantos outros! – em que a hora é de colocar um samba bem alto e se entregar. Pra não restar dúvida que o samba nunca vai morrer, apostei na nova geração de intérpretes do mais brasileiro dos ritmos.

Pra levantar da cadeira e arriscar os primeiros passos a dois
“Você é o cheiro bom da maneira do meu violão”

Pra começar sambando miudinho
“Já não tens tanta verdade pra dizer, nem tampouco mais maldade pra fazer. E se a dor é de saudade e a saudade é de matar, em meu peito a novidade vai enfim me libertar”

Pra prestar atenção na letra e entender o que é samba
“Já rodei por esse mundo e aonde que quer vá, o samba me persegue eu não vou negar”

Pra assumir a paixão no calor do samba
“Quero te pegar no colo, te deitar no solo e te fazer mulher. Deixa eu te amar, faz de conta que sou o primeiro”

Pra flertar sem medo da altura da saia
“Porém depois que essa mulher espalha seu fogo de palha no salão pra quem que ela arrasta asa? Quem vai lhe apagar a brasa? Quem é que carrega a moça pra casa?”

Pra mandar aquela direta ao moreno do balcão
“Mané é um homem que moral não tem, vai pro samba, paquera e não ganha ninguém”

Pra se acabar no Rio ou na Bahia
“Rosa morena o samba tá esperando, esperando pra lhe ver. Deixa de parte essa coisa de dengosa, anda rosa, vem me ver”

Quer um conselho para se sentir mais mulher do que nunca? Deixa de preconceito, procura uma boa gafieira ou um curso de dança de salão. Tenho certeza que a sua vida nunca mais será a mesma.

Comentários