Esta foto é sua?

Você sabe a diferença entre empatia e simpatia?

Sem perceber, muitas das vezes tomamos uma ação pensando ajudar alguém, mas, na verdade, estamos dificultando-o na busca por um momento de tranquilidade e paz interior. Quantas vezes um amigo veio desabafar com você e você não soube agir ou falar? Ou pensou ter vindo com um conselho incrível, mas fez a pessoa mergulhar mais ainda na própria aflição? Sem saber, talvez, você tenha praticado a simpatia ao invés da empatia. E essas são duas coisas são bem diferentes, e é importante conhecê-las.

A animação a seguir traz exatamente a diferença entre essas duas coisas: empatia e simpatia.

Abordando por meio de exemplos e práticas do nosso cotidiano sobre como, ás vezes sem querer, podemos piorar o dia de alguém, em vez de ajudar. São posturas e colocações simples, mas que podem gerar um desgaste emocional. Veja só:

“Empatia é sentir com as pessoas”

Essa é uma tarefa não muito simples, mas necessária para o mínimo de harmonia e respeito com as pessoas que estão a nossa volta. O estudo da Theresa Wiseman, que é citado no vídeo, levanta pontos importantes sobre uma maneira de exercitar elementos que funcionam como suporte na ajuda com o próximo – e por que não conosco? – como algo palpável e exercício constante.

Ah, mais eu estou passando por isso, aquilo e aquilo outro também. Então como posso ajudá-lo (a) se eu também estou tão mal quanto ele (a)?

Bingo. Talvez, aí more o ponto chave abordado sobre a diferença entre empatia e simpatia. Ás vezes, um silêncio sincero e respeitador podem funcionar melhor do que toneladas de conselhos e palavras.

O vídeo é bastante interessante e traz uma abordagem bem simples sobre como lidar com essas duas coisas que podem se parecer, mas são bem diferentes. Empatia está mais no campo da compaixão, enquanto simpatia no campo do egoísmo.

Mas e você, pratica a empatia ou a simpatia? 

Comentários