Esta foto é sua?

4 motivos para amar Anavitória <3

Me apaixonei à primeira ouvida. Assim como quem encontra o amor na esquina ou na fila do pão, quando meus ouvidos escutaram pela primeira vez o duo Anavitória foi tiro certeiro parando no meu coração e arrepiando a alma. Anavitória (tudo junto sim) uma dupla composta por Ana Caetano e Vitória, lá de Tocantins.

Tudo começou com Tiago Iorc compartilhando um cover delas em sua página no facebook, e quando dei por conta, já havia baixado todas as músicas e estava entrando em contato com as meninas para fazer esse post. Sim, dei uma de fã maluca (o que é normal, vocês devem imaginar), e bati um papo legal com as meninas.

Vamos parar de conversa, né? Quando baixei as músicas quis que todos os meus amigos escutassem e confesso que consegui. Espero que consiga fazer vocês gostarem delas também.

1 – O doce Pop Rural

Nunca escutou? Pois bem, mais um motivo para você conhecer (calma, Pop rural é o estilo definido pelas meninas). Quando escutei pela primeira vez, lembrei de Clarice Falcão e Maria Gadú. Mas depois de ouvir novamente, percebi que não havia como comparar, o duo de vozes é único.

2 – Composições próprias

Ana é a compositora da dupla. No EP, encontrado no Spotify ou no iTunes, temos duas amostras de suas composições “Chamego Meu” (instrumental quase todo no violão) e “Singular”. A música “Nós” e “Cor de Marte” (que não estão nesse EP) são também, composições de Ana.

3 – Duo de vozes e os sorrisos

Não tem como ouvir Anavitória e não amar de “cara” as vozes das duas. É uma mescla gostosa “demais da conta sô”. As meninas cantam sorrindo. Isso, sorrindo. Coloquem para tocar qualquer música delas e fechem os olhos. Deu pra imaginar o sorriso?

4 – Cover

Simmm, as meninas começaram essa jornada na internet. Entre alguns covers, “Toxic” da Britney está na minha listinha de melhores covers da vida. A primeira versão calminha da música ouvi nas vozes de Alex & Sierra do The X Factor USA, procurando as músicas nos youtubes da vida, achei para a minha felicidade e a sua, essa versão de Toxic.

Agora a parte mais legal do post: aumente o som da caixa!

Cor de marte

“Me prova, me enxerga, me sinta, me cheira / E se deixa em mim, me escuta no pé do ouvido/ Todos os teus sentidos que afetam os meus que querem te ter/ que tu me escreveu e mais uma vez, me bordou.”

Nós

“Se for ficar, fica de uma vez, não enrola/ Porque enrolar é só dentro do abraço e eu faço questão de ser no meu/ Que cabe tu, e é só teu”

Singular

“É tão particular o meu encontro quando é com você, o meu sorriso quando tem o teu pra acompanhar / As minhas histórias quando você para pra escutar, a minha vida quando tenho alguém pra chamar / De vida”

Um dia após o outro (cover Tiago Iorc)

“O tempo dirá, o tempo é que dirá / E nada como um dia após o outro.”

Comentários