Pode me chamar de Fred.

Prazer, Fred! Sendo publicitário e serelepe por opção, sempre gostei de mostrar às pessoas como o segredo de tudo está na perspectiva e não necessariamente na situação. Com temas do mundo, tento mostrar como as coisas podem ser simples e divertidas. Autor da Saraiva com o livro “Um Sorriso Ou Dois” e “Meu Universo Particular”, também fui autor roteirista do Amor & Sexo da Rede Globo. Apaixonado pelos conhecimentos empíricos da vida, sushi e nhá benta, acredito fidedignamente na teoria que os sorrisos podem curar qualquer coisa. Menos o péssimo hábito de colocar ketchup na pizza.

1924682_665959216810735_2201274341334996366_n

Sim, na caneca tem água…

LANÇAMENTO7

Calma, vais adorar esse texto…

FRED-2

Sim, prefiro sorvete de chocolate também…

O Blog

Criado em Maio de 2011, o blog EOH é para mulheres que querem mais do que ler coisas que a sociedade define como “coisa de mulher”. Queremos abrir os horizontes, dar uma visão holística de mundo, despertar sensações e identificações de cotidiano e vida.

Para quem não sabe, e claro quer saber haha, o nome é uma ironia para com as revistas femininas que são, algumas vezes, muito apelativas. Repletas de “Como emagrecer 5 kg” – “5 maneiras de fazer o melhor sexo da sua vida” – “5 maneiras de virar a top do verão” – “Emagreça comendo linhaça dourada do himalaia”! Além de que “Entender os Homens” é algo abrangente e que engloba, entender você, me entender, entender os nossos sonhos, nossas vontades, anseios, independentemente de ser homem ou mulher.

Mas agora que já expliquei quem eu sou e por qual motivo o blog existe, que tal você largar tudo e dar um pulo aqui??? Vem cá!

 

Comentar sobre Sobre

  • Andre luiz queiroga reis disse:

    Ola Fred. Bom dia. Sou sincero em dizer que não conhecia seu trabalho. Mas quando li esse texto(FOI O DESTINO), gostaria de contar um pouco da minha história e como ele chegou até mim.
    Me separei já tem algum tempo, depois de um casamento de quase 16 anos. Tenho duas filhas que sempre estamos juntos. E há uns dois meses, conheci uma pessoa, trabalhamos no mesmo lugar, uma universidade, mas nunca nos cruzamos. E por essas coisas do destino, terminamos nos conhecendo. Saímos juntos, rimos juntos, passeamos, vivemos coisas muito boas entre a gente. Um dando alegria e felicidade ao outro. E nessa forma de nos conhecermos, tivemos noção das inúmeras vezes que quase nos encontramos. Ela foi fazer parte do doutorado nos EUA, onde eu também quase fui para a mesma universidade, não fui porque preferi ir para a Alemanha. E outras sutilezas desses quase encontros, isso tudo em 2015. Mas só em 2018 realmente o destino nos colocou na situação de nos encontramos. Ela já conhecia seu trabalho e me mandou esse texto. Foi o destino? Quando li, fiquei sem ação, por sentir que você traduziu tudo que estava acontecendo com a gente. Gostei tanto, que meu aniversário foi nesse ultimo dia 05 de novembro, e ela me deu um livro seu. Completei 39 anos, e não imaginava, nessa altura do campeonato, sentir e ter como explicar tudo isso. Porque nosso primeiro encontro foi bem despretensioso, e as coisas foram acontecendo e a cada dia cresce a vontade de estar junto, sabe o clichê do filme, quando o amor acontece? Ou seja, sem muito esforço, ela quebrou as barreiras, quebrou minha armadura, fiquei indefeso. Tipo, o destino realmente me mostrou isso. Até outro dia, analisando nossos caminhos, nos perguntamos se seria Coincidência ou Providência? Muito bom estar assim. Só gostaria que soubesse a inspiração que você impacta nas pessoas. Não sei se vc chega a ler todas as mensagens. Mas fica aqui meu agradecimento.