9 pequenas coisas que podem trazer grandes alegrias Esta foto é sua?

9 pequenas coisas que podem trazer grandes alegrias

A vida moderna é cada vez mais louca. Tão louca que nos esquecemos frequentemente das pequenas coisas que nos fazem felizes. Elegemos prioridades e esquecemos que a prioridade aqui é viver. E ser feliz aqui, já que ninguém nos garante que teremos outra chance. A impressão que se tem é que vivemos cada dia cumprindo uma espécie de tabela. Passamos pela vida e ela passa por nós sem nos cumprimentar. Mas eu descobri – e vou dividir com vocês – que não precisa ser assim. Dá para tirarmos um tempinho para fazer as pequenas coisas que nos trazem grandes alegrias:

1 – Desfrutar da sua família

Família só muda de endereço, eu jamais ousaria discordar. Tem o tio do pavê com as tiradas mais sem graça de todas as galáxias, a avó que pergunta quando você vai se casar e o primo pentelho que não para de te encher, mas, ainda assim, família é a melhor coisa do mundo. Trocar energia com quem te conhece tão bem quanto você mesmo te rende belos sorrisos.

2 – Fazer novos amigos (e cultivar os antigos)

Tenho grandes amigos. Cada um com seus defeitos irremediáveis que aceitamos mutuamente, todos eles são campeões em me arrancar gargalhadas. No fim, você certamente estará sozinho – mas cultivar bons companheiros nesta jornada torna a vida mais leve.

3 – Ouvir boas histórias

Boas histórias passam por nós toda hora. Uma mulher que puxa assunto no metrô, um cara que chega no seu trabalho precisando desabafar, um amigo que quer contar sua última catástrofe amorosa… estamos rodeados de bons filmes em potencial. Ouvir boas histórias enriquece a alma e conforta quem as conta. Receio que, quando tivermos tempo de ouvir uns aos outros, seremos uma sociedade menos carente e mais humana.

4 – Ficar sozinho

Se cultivar família e amigos é importante, saber desfrutar a boa e velha solidão é ainda mais. É assustador, mas muita gente conhece o mundo e não conhece a si mesmo – simplesmente porque não se dá ao trabalho de se observar. E pessoas que não se conhecem, geralmente, vivem presas em suas identidades inventadas, como postes imóveis num mundo que muda a cada segundo. Quando a gente se conhece, a gente se supera.

5 – Ver bons filmes

Ou não, aliás. Só se isso te fizer feliz – mas, olha, isso me faz feliz demais. Se você ainda não experimentou, deveria. Quando vemos bons filmes, temos a oportunidade de nos observar em cada personagem, de enxergar neles nossos medos, nossos desejos e nossas convicções – e esse é o sentimento mais reconfortante que eu, particularmente, já tive o prazer de experimentar.

6 – Ouvir música

Não só deixar os fones no ouvido enquanto você caminha, conversa ou trabalha. É ouvir música mesmo. Fechar os olhos e se concentrar na melodia. Escute cada instrumento, cada palavrinha, e cada sentimento impresso nas notas musicais. Quando você relaxa, a música entra pelos seus poros – e o que ela te faz depois disso é magnífico. Saia do automático.

7 – Observar as pessoas

O mundo é um catálogo de grandes figuras. Gente com qualidade memoráveis escondidas por detrás de um mau-humor insuportável, segredos desconcertantes por detrás de largos sorrisos, sentimentos gigantescos escondidos em uma aparente frieza. Gente é o bicho mais curioso que eu conheço. E, de cada pessoa que você observar, dá para tirar algo de bom. Logo, esse é um ótimo exercício para a felicidade.

8 – Repensar suas escolhas

Tem gente que sequer faz as próprias escolhas. Deixa o mundo ir escolhendo, ir caminhando. Mas se a gente não muda, a vida muda a gente – e isso dói tanto! Bom é agarrar o controle de nossas vidas e repensar nossas escolhas todas as noites em que colocamos nossas cabeças no travesseiro. E, é claro, refazê-las se julgamos conveniente, para que estejamos, sempre, exatamente onde queremos estar.

9 – Realizar pequenos sonhos

A gente corre atrás dos nossos projetos de vida e isso é realmente espetacular. Se formar na faculdade, conseguir uma promoção, a viagem dos sonhos… É claro que os grandes sonhos merecem o nosso empenho. Mas nada impede que, no meio do caminho, a gente realize os pequenos. Vá a um show que há muito tempo você gostaria. Cumprimente alguém que há muito tempo você admira. Conheça um lugar que há muito tempo você anseia. Por que a vida pode terminar antes de você perceber que ela não passa de um grande compilado de alegrias miúdas.

Comentários