Esta foto é sua?

Amor bom é amor que faz bem

Você vai ficar nessa até quando de esperar que ele sinta a sua falta? Não basta as vezes que ele disse que não quer mais? Tá esperando ele dizer “Eu te odeio” pra poder seguir? Tudo bem, você diz que não está de braços cruzados, que conheceu gente nova, mas nós dois sabemos que você ainda espera. Talvez sentada em outro (o que já é algo louvável), mas espera.

Espera algo de quem não quer mais nada de você.

É triste saber isso, sabia? Triste porque eu conheci teu sorriso apaixonado e sei quanto ele faz falta. Ele por ser a materialização do sentimento, não ele propriamente dito. A presença hoje é o que menos importa. Você fica carente e lembra. Bate a saudade e você pede. Ouve uma música e suspira. Bebe e liga. Não, você não está errada. No fundo, isso é reflexo do que ficou de bom. E pode ser esse o foco que precisa ser mudado.

Não estou falando pra você se apegar aos defeitos dele ou lembrar as merdas. Estou te pedindo para olhar com mais carinho para dentro de si. Repara bem no Mundo à tua volta e não tem medo de continuar a andar. Se ele quiser, que um dia venha atrás. Vai te encontrar caminhando, buscando seus resultados, suas conquistas. E todo aquele amor que você sentia por ele se transformou em próprio, deixando de lado a dependência em ter alguém ao lado para, enfim, ser toda de si mesma.

Experimenta. Faz um teste.

Só não faça para provar algo a alguém. Faça por você. Faça pra ficar em paz, pra dar a tranquilidade que hoje você não tem nas noites insones em que o colchão pede um corpo e a ressaca moral te invade logo depois da mensagem enviada. E se ainda assim alguma coisa de esperança insistir em residir em você, não hesite em deixá-la espernear. Até que me provem o contrário, amor bom é aquele que faz bem. E ele, visivelmente, não te faz mais isso.

Comentários