Esta foto é sua?

Eu não preciso namorar para ser completa

Esse final de semana minha avó veio para a minha casa. Entre conversas, ela me disse: “Você tinha que arrumar um namorado, né?”

Depois que ela foi embora fiquei pensando nisso que ela disse e em como a sociedade mudou da época dela para a minha. Eu entendo a preocupação dela de que eu vire uma tia solteirona porque minha avó se casou com menos de vinte anos.

Mas eu não tenho que arrumar um namorado. Sou advogada, escritora, viajante, amo sair com os meus amigos, beber vinho dia de quinta-feira, passar o sábado em casa assistindo Netflix sem conversar com ninguém.

Eu tenho que pagar a conta do telefone, do meu cartão de crédito, comprar comida para a casa, abastecer o carro, lavar o banheiro. Isso são coisas que eu tenho que fazer ou então terei problemas.

Mas eu não tenho que arrumar um namorado. Eu posso arrumar um se quiser e se o cara valer muito a pena (mas tipo muito mesmo). Mas estou muito bem sem um, obrigada.

O problema é que fomos moldadas conforme regras da sociedade. Empregos, casamentos, roupas, bebidas, tudo. Querem escolher tudo o que fazemos e a hora “certa”. Tenho vinte e cinco anos (“ela tinha que estar casando” – muitos pensam) e nunca estive tão feliz.

Próxima viagem agendada, vinho gelando, encontro com os amigos na sexta-feira, estou terminando de escrever e vou dar o play no Netflix, contas pagas, carro abastecido e o coração? Tranquilo.

Namorar é muito bom, mas não é essencial para a felicidade de ninguém. Quando eu encontrar um cara que me faça querer sua companhia para as coisas mais banais do dia-a-dia como ir ao supermercado ou ficar na fila do Banco; quando eu encontrar um cara que queira ser livre ao meu lado, que me faça ter frio no estômago, que segure firme minha mão, mas que não me limite, dentre outras inúmeras características que venho anotando conforme vejo filmes (quero um amor de cinema – é sério), aí sim vai valer a pena.

Eu não preciso de um namorado, vó. Preciso ser feliz com ou sem alguém. E, mesmo que a senhora não tenha perguntado, estou muito feliz com a minha vida do jeito que ela está.

Comentários