Esta foto é sua?

Me escuta, menina: invista seu tempo nas suas amigas!

Vocês sabem: eu não entendo nada da vida.

Sempre fui boa em usar esse tom sereno de sabichona, mas a verdade é que minha única habilidade genuína é poetizar os acontecimentos. Eu não entendo nada dos homens, eu não entendo nada do mundo e eu não entendo nada de relacionamentos.

Quem me lê à distância nem imagina, mas eu sou até piada entre as minhas amigas. Eu sou piada porque a mesma sensibilidade que me ensina a converter sentimentos em palavras, vira e mexe também me faz derramar lágrimas pelas pessoas erradas trancada em algum  banheiro ou parada em uma ou outra esquina.

Eu sigo errando, acertando, evoluindo e aprendendo e a verdade é que eu sou emocional demais para ter alguma certeza sobre o que se deve ou não se deve fazer nos relacionamentos. Seria no mínimo charlatanice dizer que há certo e errado e menosprezar a beleza do acaso, a essência das pessoas e a subjetividade da vida. Não há receita para nada. A gente aprende tudo empiricamente. É essa a graça da coisa. É esse o legal da vida.

Minha vida amorosa segue aos trancos, sorrisos, soluços e barrancos e a única certeza que eu me sinto digna de compartilhar com vocês é que se existe algo que realmente vale a pena, é investir tempo, energia, sentimentos e empatia em fazer boas amigas.

Digo isso porque nos últimos anos, entre gargalhadas e soluços, eu venho percebendo que boas amizades são o melhor dos alicerces para a alegria.

Amizades de verdade são um baita porto-seguro e é nos momentos de tristeza que você percebe que a troca genuína com as amigas é realmente capaz de proporcionar felicidade. É nessas horas que você percebe que as amizades precisam ser sempre uma prioridade.

Na hora da decepção são elas que vão falar besteira para te distrair, olhar no teu olho para refletir, ligar no sábado à noite e ouvir soluços até você ficar com sono e conseguir dormir.

São elas que vão rir da sua graça, aplaudir sua inteligência e te lembrar do seu valor. São elas que vão te abraçar na esquina do choro e limpar o seu choro escondido no banheiro.

São elas que vão te lembrar que você deve ser uma pessoa foda demais para ter atraído tanta gente boa que se importa em te ver sorrindo. São elas que vão te fazer sorrir de novo. São elas que te lembram que realmente há motivos para sorrir o tempo inteiro.

Comentários