Esta foto é sua?

Quatro maneiras de cultivar o espírito natalino (o ano todo)

Ficamos mais sensíveis com a proximidade do natal. As pessoas se unem, se presenteiam, confraternizam – esta parece ser a época mais propícia para o amor.

A cada ano, somos mais convencidos de que se trata de uma festa excludente e capitalista: a festa da família. Mas e quem não tem família? Uma festa cristã. Mas e quem não é cristão? A festa dos presentes: mas e quem não ganha presente?

Mesmo assim, não temos razões para odiá-lo: celebrar o amor é sempre válido, ainda que se tenha eleito uma data “oportuna” para isto. Preparei uma lista de coisas – que não envolvem compras – para cultivar o espírito natalino, aqui dito como o espírito de amor e paz, em todos os 365 dias do ano.

1. Ensine a uma criança o verdadeiro espírito do natal

Vale os seus filhos, primos, sobrinhos ou o filho da vizinha que deu uma passadinha rápida para experimentar o pavê: faça-os compreender que os presentes são secundários, e o que realmente importa é compreender-se como parte de um todo: uma família, um grupo, um planeta. Abrace os seus filhos e sobrinhos, brinque, ria, até que compreendam – mesmo que sem palavras – que o verdadeiro presente é sempre o amor. (E não tenha medo de ser clichê, é por uma boa causa).

2. Em vez de comprar, viaje

Comida, enfeites, presentes, roupas novas… Nada disso trará mais alegria do que conhecer um novo lugar e, talvez, tirar umas férias de si mesmo. A felicidade precisa de menos bens e mais sensações. No fim das contas, é sempre melhor colecionar memórias.

3. Reconcilie

Você tem o ano inteiro pra fazer isso, mas se a música de Simone ou os votos de ano novo te inspiram, esta pode ser uma oportunidade de abraçar aquele parente que te chateou em 2011. Perdoar renova.

4. Seja grato!

Agradeça por cada pequeno momento desfrutado no ano em que passou. A gratidão é um grito de positividade – quanto mais você agradece, mais coisas boas acontecem. Quanto mais você ama a vida, mais ela te ama de volta. Cultive, todos os dias, gratidão pelo que você tem e pelo que se tornou. Funciona, vai por mim.

Comentários