Esta foto é sua?

Quero entrar o novo ano de alma limpa

Mais um ano chegando ao fim, várias etapas concluídas, muitas conquistas, também muitas coisas, pessoas, sentimentos que ficaram pelo caminho e… Tudo bem. Acredito, de verdade, que tudo acontece como tem que ser.

E quer saber? Para o ano que vem eu não quero promessas, não quero pressa. Quero entrar o novo ano de alma limpa, leve e sem nada para pedir ou para prometer, seja para mim mesma, para os outros ou para a vida. Quero deixar acontecer e quero acontecer junto.

Quero aproveitar ao máximo cada dia, não ficar contando as horas para o dia chegar ao fim, sabe? Aproveitar o melhor de cada situação, oferecer o meu melhor aos outros, à vida e a mim.

E eu só quero agradecer, porque acho que a gente precisa fazer isso com mais frequência. Às vezes, tenho a sensação de que a gente se esquece da importância da gratidão e acaba perdendo tempo reclamando demais, sem parar para observar, prestar atenção e tentar entender o porquê das coisas serem como são.

Olha, esse ano me surpreendeu muito. Sei que, no geral, foi um ano pesado, difícil, complicado, com diversas notícias tristes, chatas e até difíceis de engolir em pleno 2017, mas eu vi tanta gente boa espalhada por aí fazendo o bem, conheci tanta gente bacana, realizei sonhos, me frustrei com algumas coisas e depois percebi que era melhor para mim que elas tivessem dado errado mesmo, superei parte do passado, aprendi a viver o presente e a deixar a ansiedade para o futuro de lado.

Por isso, eu repito, para o ano que vem chegando eu só quero viver um dia de cada vez e aproveitar ao máximo cada olhar, cada abraço, cada céu, cada aprendizado, cada coisa que eu fizer.

E se eu falhar um dia, dois, três, tá tudo bem. A gente não tem que esperar um novo ano para recomeçar, para ser quem a gente quer ser, para fazer o que a gente tem vontade. Não. A cada dia nasce também uma nova chance. E é só isso que eu quero: Me dar 365 chances para ser a melhor versão de mim mesma e ajudar a deixar o mundo em sua melhor versão também

E não. Isso não é uma promessa. Promessa gera cobrança, pesa e apressa a gente e eu só quero calma para viver a vida um dia por vez.

Então, sugiro que ao invés de listas de desejos para o ano que chega, ao invés dos pedidos na virada do ano, vocês só fechem os olhos e agradeçam, dizendo: Que o melhor me aconteça e que eu aconteça em sintonia.

Obrigada pela companhia nesse ano e a gente se vê (lê) no ano que vem.

Comentários