Esta foto é sua?

Talvez você também devesse se esforçar

Porque se eu apenas fizer um esforço sozinha eu nunca vou saber. Eu nunca vou saber se foi pra valer.

Se significou alguma coisa para você.

As vezes a gente só precisa perder. Deixar escorrer para ver que nem todo mundo vai fazer o que fiz. Ninguém vai querer tanto assim o seu bem.

Você coloca coisa demais na minha mão. Acredita que eu deva mudar tanto. Mas eu vejo você também esperando de mãos beijadas.

Eu não queria competir, mas você sabe que não consigo deixar barato essa parada.

A gente precisa se abrir se quiser voltar a amar. A gente precisa apostar.

Mesmo que vá se ferrar.

Às vezes eu fecho os olhos e vejo o seu rosto. Às vezes eu vejo mais você do que eu gostaria de ver.

E eu ainda não sei porquê.

Ou melhor… Eu nunca quis saber.
Nem você.

Você nunca quis nada que pudesse me envolver.

Pois eu nunca fui fácil.

E nem vou ser.

Eu grito as verdades que você insiste em esconder.

Eu testo as suas habilidades em me convencer.

E você pensa que quero briga, enquanto só quero te amadurecer.

Talvez meu trabalho seja justamente amar você para te ver ainda mais forte

Quando eu não estiver mais e você finalmente querer.

Para amar não precisa depender. Só precisa dizer

Para a outra pessoa saber
Para a outra pessoa entender
Que ela nunca esteve sozinha
Que ela pode permanecer

E sentir o abraço que falta quando o tempo esfriar.

São nas pequenas coisas, mas também são nas explícitas que a gente encontra mais um motivo para sorrir.

Abrir mão da nossa firmeza também é se permitir.

E eu fiz…

Por você… E por mim.

Comentários