Esta foto é sua?

Tudo que eu quero é que você seja feliz

Se não deu, não deu. O negócio é seguir em frente, vamos lá. Amigos? Amigos.

Bom, ao menos esse é o discurso que ensaiei para te falar quando voltarmos a nos encontrar um dia desses. Com um sorriso falso, mas bem mascarado. Cuidando cada detalhe, tentando te convencer que estou muito bem, obrigado. Pois na realidade não há absolutamente um “seguir em frente”. Eu tenho mesmo é andado em círculos, feito cão atrás do próprio rabo, perseguindo algo que não está no meu alcance. Amigos? Nem tanto. “Pra ser sincero, prazer em vê-la e até mais”, só quando estou de porre curtindo um Engenheiros do Hawaii. Pra ser sincero, eu quero mesmo te ver. Mas sei que isso colocará em marcha meu secreto plano de tentar te conquistar de volta. Então, melhor que não nos vejamos. Melhor para todos. Eu, você, a história quando for contada no futuro, os filhos dos nossos filhos que não serão ‘nossos’. Serão os seus e haverão os meus. A minha família, a sua, coisas diferentes e separadas. Ao menos se as coisas seguirem no rumo atual que estão tomando.

Eu acredito que sou uma pessoa tóxica. Te fiz mal, te modifiquei, te forcei a ser como eu esperava. Isso não é vida pra ninguém. Você também acabou, quase sem querer, tirando muitas partes minhas que eu jamais abriria mão por um sorriso tímido qualquer. Acontece que você não foi um sorriso qualquer. De qualquer forma, não consegui voltar a ser quem eu era antes de você mesmo depois da sua partida. Esses últimos anos tem servido apenas para mostrar que minha alma sonhadora e otimista de um tempo atrás se perdeu um pouco no caminho. Um pouco? Dizer isso é amaciar o problema. Entrei em rota de colisão. Com um futuro que já passou, com as minhas versões que nunca cheguei a ser.

De como eu me via em cinco anos, cinco anos atrás, pouca coisa realmente aconteceu. Começando com ter você do meu lado. Estar no topo, por cima. Ser uma pessoa cercada de amigos, o modelo da família. Tô mais pra ovelha negra. Egocentrismo, arrogância, completa falta de controle. Essas coisas todas fizeram parte do meu caminho sem que eu me desse por conta. Acho que acontece com todo mundo: querer muito e se perder entre quem se é e quem se quer ser. Não adianta olhar para o céu com muita fé e pouca luta.

Falando em olhar para ele, lembrei de alguém que parece ter caído de lá. Nossas risadas, nossos abraços, brincadeiras e momentos singulares. Tudo cada vez mais distante. Os anos passam e o brilho do meu sentimento por ti não apaga. A tragédia é ver você seguindo em frente e eu tropeçando em encontrar alguém que substitua tua valia. Hoje, mais maduro e liberto dos defeitos que me cegaram, consigo enxergar que amor mesmo nunca acaba. Acompanho, apenas olhando, você ir levando sua vida e falarem que você está bem. Ao invés de me roer de raiva, acabo surpreendido comigo mesmo, pois sorrio e sinto uma paz interna. Depois de todas as tempestades ocasionadas por mim, estou realmente satisfeito por você.

Tudo que eu quero é que você seja feliz. Mesmo que para isso eu precise estar longe.

Comentários