Eu não tenho amigos

Queria começar dizendo que não tenho amigos. Conhecidos, talvez, mas, a partir do momento que você precisa de um ouvido para gritar e não existe nenhum sequer disponível, acho que já se pode ter essa ausência como parâmetro para a falta de amizades. Como falta de ombros, de colo. A gente, às vezes, precisa aceitar as coisas mais doloridas para que elas, finalmente, comecem a sarar.

Durante a minha vida toda sempre estive cercado de muita gente. Quando digo muita, não me refiro a duas ou três pessoas. Sempre tive dezenas de pessoas por perto. Olhando mais perto ainda, agora consigo perceber que quase todas elas não passaram de colegas, companheiros, pessoas que não tinham nenhum laço duradouro, tampouco compromisso de se manter próximas a mim o tempo todo. Só por momentos. Principalmente os felizes.

Acontece que os dias andam tão confusos, não é? Para você também? Para mim, os dias têm se atropelado. Tenho me perdido facilmente entre tudo aquilo que quero e me afogado nas lágrimas que escorrem por tudo aquilo que não posso ter. O principal problema nisso tudo é que quando busco alguém, qualquer número na agenda que seja, para qualquer desabafo, eles desaparecem. Variam entre – ocupados demais ou desinteressados demais.

Ilógico é perceber que eu sempre estive e, assustadoramente, estou disponível. Cansei de dormir de madrugada oferecendo conselhos, mudar a rota do meu percurso para fazer favores ou guardar as minhas próprias dores no bolso para curar feridas alheias. Eu sempre me doei demais. Eu sempre fui companheiro, cúmplice, amigo demais. Eu sempre fui amigo das pessoas que só posso considerar colegas. Conhecidos. Às vezes, desconhecidos por completo.

Nessa de estar sempre pronto para qualquer emergência, fui tendo algumas urgências, principalmente de dois ou três encontros, uma ligação, cinco copos de cerveja ou qualquer outro drink barato que ajude a diluir os gelos da vida, mas, no lugar disso, só encontrei números. Uma agenda repleta de contatos. É. É triste perceber que a sua lista de amigos se transformou numa listas de contatos.

Nessa de tentar eu mesmo me virar com os meus problemas, fui vomitando alguns nas palavras que rabisco, nos filmes que vejo, nos livros que leio. Fui gritando outros através das músicas que transformo em playlists. Compensando a falta de algumas pessoas com atividades do cotidiano ou travesseiros na cama.

Tentei entender, buscar uma justificativa para sanar esse problema de ser amigo dos meus colegas, mas, no fim das contas, percebi que nós somos pessoas extremamente diferentes. Ou melhor, eu sei me moldar para caber nas suas realidades, mas eles… Olha, eles não conseguem me entender, me aceitar, não conseguem me abraçar por inteiro. Ou não tentam. Não retribuem os mesmos esforços que eu faço. E não. Eu não estou cobrando. Não estou pedindo. Estou só… Observando. De fora. Como alguém que ficou excluído das últimas reuniões, dos últimos encontros.

Não vou mentir que não dá para suportar. Dá sim. Na maior parte do tempo é até tranquilo. Mas, às vezes, nossa, às vezes chego a sangrar por isso. Mas faço do meu quarto, meu mundo. Acho que não dá para se ter tudo. Eu não tenho amigos, ou não tenho os amigos que gostaria, ou não tenho amigos quando gostaria, mas tenho a minha própria companhia. Tudo isso me ajuda a encontrar quem eu sou. Vamos terminar com essa lição de moral, que é para suavizar as coisas.

Comentar sobre Eu não tenho amigos

62 comentários abaixo sobre Eu não tenho amigos

  • Avatar Fernando Borges disse:

    Amigo só Deus o resto é só interesseiros oportunistas porqueira.a humana mente falando amigo são várias nota de cem no bolso.

  • Avatar Woone disse:

    Eu sou igual… Muitas pessoas acham que tenho depressão, é estranho quando paro pra ver onde estou, eu não tenho ninguém é um pouco assustador, eu me sinto só sinhá numa multidão de desconhecidos tão conhecidos…

    • Avatar Maria dos anjos de oliveira disse:

      EU também me senti só no meio da multidão más Estou tenda aprender viver só momento com às pessoas e não contar com elas a não ser comigo e Deus mas espero em Deus um dia ter uma amiga para somar pois acho muito importante más por eguanto vou me conhecendo melhor

  • Avatar Jurandir disse:

    Eu sou daqueles que pensam que amizade verdadeira só se constrói na infância, pela vontade de compartilhar coisas ou interesses em comum só pela alegria de compartilhar. Depois de adulto só se tem colegas e conhecidos, que se aproximam por algum interesse pessoal, como pelo emprego que você tem, o dinheiro que você gasta em festas, as pessoas que você conhece. E você sabe que não são seus amigos quando você está em situação emocional difícil, por exemplo, e todo mundo some.

  • Avatar San disse:

    Acontece exatamente o mesmo comigo.
    Amigos??? Isso não existe na minha vida! Nunca existiu. Só gente que se aproxima quando precisa de alguém para desabafar, ouvir seus problemas ou quando posso oferecer algum benefício. Pessoas egoístas e interesseiras. E eu sempre e estou ali, como a melhor amiga, ajudando como posso. Mas, quando sou eu que estou precisando, eles somem! Mas, decidi que vou ser com eles exatamente como são comigo e só dar minha amizade e lealdade a quem também puder me oferecer o mesmo.

    • Avatar Liza disse:

      Muito assim!!
      Me sinto tão sem amigos que estou até pesquisando sobre isso. Nunca me imaginei assim ‘-‘

  • Avatar Becaaa disse:

    É uma realidade triste, tbm estou sozinha, mas quem sabe um dia as coisas melhorem e consigamos encontrar aquelas pessoas pelas quais vale a pena lutar e que merecem nosso amor por nos amarem tbm, Quem sabe né ? Eu espero que vc encontre, saiba que estou agora msm me sentindo triste pela sua dor e de todas as pessoas infelizes no mundo.

  • Avatar Fernanda disse:

    É muito ruim mesmo nunca tivi amigos na verdade tivi colegas de escola até hoje não tenho uma pessoa que posso dizer essa é minha amiga As pessoas mim olhar de caras estranhas tem pessoas que se eu chegar ir elas tiver com alguma amigas delas ela Nei sequer ligar que eu estou lá mim sinto muito sozinha as vezes choro muito por não ter um amigo de verdade

  • Avatar milena disse:

    Ola

  • Avatar Cris disse:

    Como vc bem disse: na maior parte do tempo, ok, mas qdo surge uma dor cujo peso precisa ser partilhado, dá desespero de olhar ao redor e não ter um ser humano que lhe acolha. Da última vez q senti isso, ao não encontrar outro ser humano, me lembrei do meu mestre Jesus, o único com quem posso contar integralmente e que literalmente me suporta. Aos ateus, sugiro procurarem em sua mente sua persona forte para ser amparado.

  • Avatar Lucas disse:

    Eu tive uma vida social perfeita até os 11 anos de idade. Tinha amigos, era bem aceito nos ciclos sociais. Mas até a quinta série eu estudei no turno da tarde. No ano seguinte, na sexta série, tudo mudou. Agora no recreio, não tinha mais crianças, agora eram todos adolescentes. Aquela inocência de criança acabou, agora era a malícia de adolescentes. Acabou que eu não me encaxei nesse ambiente, não consegui ser popular, e nunca mais fiz amigos.
    Já fazem 12 anos que sofro de exclusão social. Tenho alguns contatos para conversar as vezes, mas amigos, nunca mais tive. O que mudou foi minha forma de ver e encarar as coisas.

  • Avatar Olivia disse:

    Eu sempre fiz o que pude pelos amigos. Hoje estou passando por um momento muito difícil, não tenho família e os amigos sumiram. Estamos perto das festas de final de ano e eu estou arrasada, muito triste e angustiada.

    • Avatar Beatriz disse:

      Olivia, existe um Deus capaz de suprir todas as suas necessidades. Ele pode ser seu melhor amigo e companheiro e nunca vai te desamparar!
      Você nunca está sozinha, pq Ele está sempre ao seu lado! Mesmo você não o vendo, Ele está ali!
      Espero que o amor de Deus possa preencher esse vazio!
      Ele te ama muito e quer te ver bem !
      Bom fim de ano para você!
      Fique com Deus

    • Avatar Juliana disse:

      Me identifiquei bastante com o post. Não tenho amigos e os poucos que pensei que tivesse mudaram cmg. Fico me perguntando se foi pq deixei de ser mais besta para as pessoas ( passei a enxergar a falsidade ) ou se é mesmo pq a humanidade está perdida, só pensando em TER e não SER de fato um ser humano. Até o sono eu perco pensando em como nesse aspecto tudo mudou pra mim, apesar de eu mesma ter me afastado de tantas pessoas por pensar: pra que tá ao lado de fulano se sei que fala mal de mim, que me “engole” !!? Por tantas decepcões já passei que aos poucos fui elimando essas pessoas da minha vida. Cansei de da a cara a bater, de ser tratada com ” amor ” só pela frente e por trás só falar mal. Espero que todos aqui consigam superar isso e que encontrem pessoas íntegras, leais e que possam compartilhar suas felicidades e tristezas. Pq ficar sozinho ( pra mim ) é muito triste.

      • Avatar Wanderson disse:

        Nossa Juliana!! Você disse tudo. Também penso igual você. Abraço

    • Avatar Solange disse:

      Olá pessoal tava lendo os comentários e queria falar que estou a disposição de quem quiser desabafar eu sou bem ouvidos meu número é+5541988800849

  • Avatar Henrique disse:

    Eu estou na mesma situação, não tenho ninguém com quem posso desabafar. Estou sempre sozinho, apesar de ser convidado a ir a festas e afins, acabo ficando deslocado e não curtindo. No momento que preciso falar com alguém não encontro ninguém em quem eu possa me abrir, agora no final do ano está ainda mais evidente, todos indo a festas e curtindo a vida e eu não tenho a menor vontade de participar. Estou em uma fase muito ruim, vivo na base do álcool, maconha e pornografia, são os únicos prazeres que eu consigo alcançar. Não tenho mais objetivos na minha vida, estou apenas existindo, tentando não acabar me matando por depressão. A vida não é mais vivida, ela chegou no ponto de se tornar um fardo a se carregar. Não tenho nenhum relacionamento com outras que não seja profissional. Minha família está pouco se importando com a minha existência, cada um se importa apenas consigo e o resto que se exploda.

    • Avatar Cairo disse:

      Não desista cara, você pode ser feliz sozinho, eu consegui, por que você não conseguiria?

  • Avatar Rodrigo disse:

    Cara, eu estou tão triste e decepcionado, eu achei que tinha amigos, eu achei que poderia contar com as pessoas, eu doei tanto também, madrugadas cuidando de amigos, ouvindo amigos desabafaram, e quando precisei tomei porrada da vida, exclui redes sociais, apaguei números da agenda, incrivelmente a minha ex era a unica que eu batia papo de vez em quando mas como ela está namorando acho antiético chamar ela pra conversar, me sinto sozinho na multidão, nunca tive um relacionamento aberto com meus pais e irmãos, apesar de amar muito eles a conversa não flui, as vezes só tenho vtd de chorar pensando que minha presença nunca foi notada apesar de tantas coisas altruístas e empáticas que eu me dediquei….as vezes eu penso que sou um babaca, mas nunca fiz ações pra ser chamado como tal, não sei se sinto raiva de mim, raiva do tempo que perdi por pessoas que não tinha mesma empatia que eu, falo com Deus mas infelizmente não consigo ouvi-lo pelas perturbações, hoje depois de ler esse texto que escreveu posso concluir que amigo algum eu tive na minha vida em 31 anos de história e isso é a coisa mais triste que eu poderia analisar e ver que talvez eu seja só mais um “rejeitado”, rejeitado é como me sinto, infelizmente ou felizmente isto vai me tornar mais forte e talvez mais vazio e cético em relação as pessoas ao meu redor!Será que eu fui inocente demais? Eu ainda não consigo entender…talvez seja apenas um jogo e eu tenha que dançar conforme a música, mas eu não sou falso a ponto de virar mais um jogador…talvez seja melhor eu ficar sozinho….

    • Avatar MMS disse:

      Ola Rodrigo! Sinto na alma o mesmo que voce.. As vezes me culpava, achava que talves era eu que estava mal, mas agora percebo que é melhor estar só do que ter amigos falsos que nos sugam quando precisam..Força pk as vezes é melhor estar só que mal acompanhado

  • Avatar MMS disse:

    Ola! Entendo voces, pois sinto o mesmo, um grande vazio na alma.. Onde estao os amigos??? Nunca os tive.. Nunca entendi o por què de ser excluida. Sou positiva, sempre dei força para todos a minha volta, mas nunca fui correspondida. Em toda minha vida([email protected]),fui solitària, nenhum amigo, só um colega aquí outro ali, eu sempre ajudei todo mundo, preocupei com todos e o que eu ganhei com tudo isto?? Nenhum Feliz Ano Novo, nada.. A partir de hoje tomei uma decisao: vou tractar todo mundo como desconhecidos, com indiferència, pk vejo que nao vale a pena…

  • Avatar Izadora disse:

    Bom, estou aqui pela infeliz semelhança, na fase adulta e nessa geração a definição de amizade está rasa, ou a estranha sou eu, depois dos 20+ parece que as turmas se fecharam e eu sobrei, espero que eu aceite e aproveite a solidão ou me adapte ao novo conceito de amizade nessa fase que é mais um coleguismo, exibicionismo e competição velada. Boa sorte a todos os solitários e ótimo 2019.
    *Dica- Meetup app para roles e possíveis amizades.

  • Avatar Anacvo disse:

    Pior que nem colegas, eu tenho.
    Às vezes fico pensando em ir à casa de alguém, ou ligar, ou marcar para sair, mas não tenho essa opção.
    Não sei, realmente não sei o que em mim não atrai as pessoas.
    Na faculdade fico totalmente sozinha.

  • Avatar Natalia Sousa disse:

    Boa noite!
    Sou aquela pessoa que gosta de ajudar as pessoas confesso que com os anos vem deixado de ajudar como fazia,já sofrir muitas decepções e a um mês atrás tive uma com alguém que pensava ser uma das melhores pessoas que já tinha conhecido. Hoje vejo que estava cega o tempo todo e essa criatura é igual as demais. .

  • Avatar Ana Clara disse:

    ola me chamo ana clara me identifiquei em cada palavra que vc escreveu, sempre fui rodeada de pessoas que eu pensava que eram amigos , mas no fim das contas eu nunca era eu mesma com ngm…

    minha vida esta uma bagunça e eu n sei oq fazer…

  • Avatar Camadas disse:

    Não dá mais! Sabe, eu desde criança via meus irmãos, carismáticos, sempre recebendo visitas dos amigos/amigas e eu não, pq eu era muito na minha (tímido ou algo do tipo) então é falei pra mim mesmo, você deve mudar. O tempo passou, entrei na e pré-adocelecia e fiz oque tinha falando… Mudei, mas em si, no fundo, não mudei nada, só acabei virando um menino que fazia de tudo para chamar a atenção, tentava fazer que as pessoas gostassem de mim, mas nada que fazia mudava isso. E mais um tempo passou e virei adolescente, um cara sociável, que cuidava mais da aparecia, que fazia as coisas e ia parecendo que tudo tava melhorando, ganhava curtidas no insta, pessoas comentando, as pessoas já me procuravam e não só eu a elas (eu sempre fui carinho, legal, amigo, aquele que você pode contar para tudo, coração nobre poderia se dizer.). Porém do nada tudo mudou ou melhor, tudo voltou a ser oque era antes, as pessoas já não precisavam mais de mim, elas se afastavam eu e eu as procuravas, para não ter que ficar sozinha, sempre, sempre era eu que chamava, que mandava mensagem. Agora com 19 anos, já adulto de uma certa forma, tudo continua igual, porém já não procuro ninguém a meses e pode crê, nenhuma mensagem perguntando oque houve comigo, ninguém me procurando para conversar comigo, pensei que mudando de cidade e de faculdade ia resolver as coisas, ou seja, tudo seria novo, colegas novos, lugar novo, eu novo, uma pessoa mais aberta, mais calma, que conversar e quer que a sua voz seja ouvidas, mas tudo continua a mesma merda de sempre, já não tô aguentando não ter ninguém para conversar, minha família não me entende, elas não percebem, elas não conversamos comigo e quando eu tento me aproximar elas, sempre estão ocupados, eu só me mato pq ainda não tenho coragem, e por causa do meu irmãozinho…. Porém a coragem já tá vindo com essa dor e solidão que sinto no meu peito.

  • Avatar Gabriel disse:

    Eu passo pelo mesmo… Percebi que não tenho amigos de verdade, mas as raras são as vezes que fico triste com isso, uns colegas chegaram a me trocar sem motivo algum, eu passei a ser bem mais seletivo com amizades, mas eu geralmente sou alegre, não sou de ficar triste com isso, a sua melhor companhia é você mesmo. ;)

  • Avatar Jessica disse:

    Me sinto muito ausente de amizades e compartilho do mesmo pensamento. Mas tenho a Deus como amigo que sempre está cmg e tbm meu esposo. Eles me levantam muito! Mas entender pq não temos amigos é difícil, nos doamos e receber o vácuo em troca. É o mundo real, as pessoas só querem aquilo que vc possa dar. Infelizmente.

  • Avatar Maria dos anjos de oliveira disse:

    É bem assim às pessoas estão cada vez cada vez mais individual eu seu mundo e sem tempo para o outro é de doer! temos que estar muito bem para suportar para ficar só e se refugiar em Deus para ficar bem

  • Avatar Gabriel B. disse:

    A maioria das pessoas que passam por esta situação buscam conforto na espiritualidade, não há nada de errado nisso desde que não se transforme em fanatismo. Não tenho amigos íntimos pelo fato de ter uma visão de mundo diferenciada além de problemas com relações, sobretudo, quando fiquei “só” aprendi a contemplar o que antes era invisível. Triste, é triste alguém viver em uma tela de algum aparelho eletrônico e mais ainda é que com o passar dos anos a tendência é que se agrave a incidência. Sei que não devemos fechar os olhos para pessoas que vivem na miséria causada em 90%+ dos casos pela arrogância e egoísmo das pessoas e ,nossa, como não me soa bem as pessoas que levam ao literal de que cada um cria sua realidade porque é nessas horas que lembro de estupro, fome e afins, mas no final das contas cultivar amargura dentro de si não ajudará a situação, precisamos analisar o agora como um todo, não sou católico mas sou adepto a frase: só podemos pedir pelo impossível depois que todo o possível tiver sido feito. Enfim, a vida não é uma guerra e a sabedoria não é instantânea. A arte pode até enganar a dor temporariamente, mas caso esteja buscando pelo eterno, a verdade liberta. Sobretudo, a vida não é uma guerra e a sabedoria não é instantânea. Te proponho um desafio, que tal dar uma chance a qualquer coisa nova ?

  • Avatar Daniel Silva disse:

    Essa e a realidade de muitas pessoas no mundo…eu sou um deles.
    Mas li em algum lugar q pardais nao conseguem se dar bem com aguias…e aí em qual vc se encaixa?
    Quando vc for o centro d sua vida,quando vc se amar mais d q ama os outros ou até mesmo quando essa dor for tão forte q vc aceita-la….daí vc vai mudar,vai focar em vc e resto q se foda…
    …vai se cuidar mais,se amar mais….vai brilhar e os outros verão o seu valor…
    …isso por q vc agora acreditar ter valor proprio…vc vai brilhar,os maiores genios do mundo nao tinham amigos,ninguem queria estar com eles…mas hoje são história…sao lembrados…
    ….e vc vai ficar aí chorando e se lamentando por causa d pessoas q nem lembram d vc….eu digo nao…vc é incrivel…vc pode tudo…vc é melhor…vc é unico…quem sai perdendo sao eles…a partir d hoje assuma o compromisso de se amar,e defina q quem nao gostar d vc q suma,q morra…nao agrade seja apenas vc…mas seja humilde se estiver errado…nao deixe q digam q vc nao pode….vc é criação d Deus o todo poderoso…vc tem o poder d ser…
    …O SENTIMENTO É O SEGREDO

  • Avatar Ana Carolina disse:

    Isso é tão… eu!
    No começo eu tinha tantos “amigos”, eram tantos que mal cabia nos bolsos, ou melhor, nos dedos. Números, apenas!
    E agora, não me sobra nenhum. É questão de amadurecimento, tempo de perceber quem você é, e quem é verdadeiro contigo.

  • Avatar Deh disse:

    Me identifiquei em tudo!!!! E muitas vezes eu paro pra pensar e chego a me culpar por algo q nem eu mesmo sei oq é .. Por me sentir assim sozinha!!!! Comecei a observar e notei q sempre foi assim, qnd precisam, me procuram, desabafam, choram e qnd a dor alivia, vão curtir a vida com seus outros amigos e eu fico aqui , sem ter a oportunidade de soltar as minhas feridas, ou de viver alguma alegria q seja com aqueles q eu ainda chamo de “amigos” .. É triste, e ter a certeza todos os dias q só sirvo pra isso.

  • Avatar Viviane disse:

    Nossa! Este texto me resumo, vim pesquisar no google e encontrei. Estou angustiada. Sou casada meu marido nao me escuta em compensação eu sempre ouço,sempre. Amigas já tentei tantas vezes e só me usam, como se eu fosse objeto. Jurei a mim mesma que nunca mais vou fazer amizade eu sou amiga, mas infelizmente nunca terei uma amiga… nem quero ter filhos já pensou a criança sofrer o mesmo do que eu? Melhor não…

  • Avatar Luan Ferreira disse:

    Nossa, li esse texto e é como se eu mesmo tivesse escrito ele, cada palavra.
    Às vezes me pego pensando sobre a solidão que me cerca, vejo as pessoas todas juntas rindo, se divertindo e começo a me questionar será que tenho algo de errado? Poxa sempre tentei ser o melhor possível para as pessoas ao meu redor, mas simplesmente é como se eu nem existisse.

  • Avatar Mony disse:

    Descreveu minha vida … estou tão sem amigos que estou pesquisando sobre isso. Triste, depressivo e as vezes da vontade de simplesmente parar de viver. É horrível isso.

  • Avatar Beatriz Araujo disse:

    È assim mesmo. Este ano, descobri que meus “amigos” não são o que eu realmente achava. Algumas pessoas eu simplesmente não conheço mais: achava que nossa relação era uma coisa, sendo que na verdade é totalmente diferente.
    Isso é muito triste, me abalei por dois meses mas agora vejo que foi o melhor a acontecer. De toxina ja basta meu cigarro. Já pessoas tóxicas, foram todas eliminadas da minha vida.
    Este mês parei de fumar.

  • Avatar Mariana Melo disse:

    Me identifiquei tanto com seu texto, parece que você entrou em mim e descreveu o que eu penso e sinto. Ao menos é suportável como você falou, só que tem dias que dói.

  • Avatar Kaori disse:

    Me sinto assim e é tão ruim que chego a achar que tem algo de errado comigo que estou ”quebrada” é muito triste se sentir assim

  • Avatar Mariana disse:

    Como todos por aqui ( li todos os comentários) eu vim pesquisar no Google pra saber se existia alguma coisa citada pelos psiquiatras ou pelos psicólogos, porque pra mim é horrível o que eu sinto.
    Sempre fiz de tudo pra quem eu considerava amigos.
    Nunca recebi nada em troca,nem obrigada; muito pelo contrário, qdo fui comentar qdo precisei deles , que estava difícil as coisas por estar desempregada, eles simplesmente me ignoraram.
    Ignoraram em todos os sentidos, alguns inclusive inverteram histórias e me excluiram de contato de outros, que tb eram só “ conhecidos”.
    Um golpe que ate hj penso em vender a história pro cinema.
    Atores sem certificados, entitulados amigos.
    Me ignoraram.
    Me excluiram.
    Viraram as costas.
    Eu nunca tive coragem nem pra chamar de colega, igual eu escutei uma dizer uma vez comigo “ mas vc é minha colega”….
    Eqto eu servia de tapete,capacho,pano de prato, skate, chinelo, pra eles usarem estava bom.
    Citei os artigos acima, pois pisar em quem ajudou vc em troco de benefícios financeiros,só podem considerar a pessoa como objeto.

    Aonde que meu coração bondoso aguenta tanto?
    Sera que tanta maldade, frieza,oportunismo, nessas pessoas ,é algo que devemos considerar aceitavel?
    e achar natural que os bons sejam esquecidos no poço da solidão, da rejeição, da tristeza, como percurso natural da nossa vida?

  • Avatar Luanna Feitoza De Sousa disse:

    Olha! não os conheço pessoalmente, e mas me identifiquei com as histórias de cada um. Sou de Brasília, tenho 37anos e sofro de exclusão social. Nunca tive amigos, nunca fui de tribo nenhuma e nunca me encaixei em roda nenhuma dos tais amigos. Vivo só no meu mundo, solitária frio e sozinha. Cansei de ser a boba, da corte e a palhaça do circo. Hj vivo só faço tudo só e a minha caminhada é sozinha. Quem for de Brasília e proximidade, ou quiser uma amiga ou só desafar. Meu WhatsApp:061)98103-3458

  • Avatar Rafa disse:

    Aos 42 anos, não tenho um único amigo, sou ateu, e sou muito feliz. Tenho minha família, minha empresa, meus hobbys. Como nunca tive ou precisei de um, nem sei pra que serve.

  • Avatar Mar Sousa disse:

    As vezes são textos assim que nos fazem entender que não estou sozinha neste dilema. Muito Obrigada

  • Avatar Um qualquer, afinal quem se importa? disse:

    Eu sempre achei que podia engolir tudo e simplesmente não me importar com o fato de não ter pessoas para conversar, pessoas em quem confiar… Sempre achei que jamais necessitaria disso. Hoje estou aqui, pesquisando sobre isso, tentando entender porque não consigo ser uma pessoa normal que sai, bebe e transa todo fim de semana.

    A sensação de estar perdido, não saber o que quer, o que é… Dezenas de livros ao redor, ideias inacabadas gritando dentro do meu eu, crenças que foram ao chão e sonhos que já não fazem mais sentido, as lágrimas que já secaram, o choro que já não existe mais e aquele sentimento de ódio, raiva, uma névoa preta que cada dia me torna um ser mais vazio e amargo… E agora? Qual o próximo passo?

    É na esperança que alguém leia esse texto que o deixo aqui, envergonhado por não saber lidar comigo mesmo, mas desesperado o suficiente para fazê-lo.

    • Avatar Fernanda disse:

      Escrevo p pessoa q se nomeou “Um qualquer, afinal quem se importa?”
      Eu me importo, e a sua msg me tocou, se ler a minha msg, me procure!

  • Avatar Ddf disse:

    Esse texto expressa bem o que vem acontecendo, um dia nesses grupos de WhatsApp fiz a mesma piada que um colega fez semanas antes, saíram do grupo, e me xingaram, ‘amigos’ esses de longa data, mais de 10 anos, a piada em si era de um meme, nunca tive briga com ninguém nesse grupo nem com ninguém, sempre fugi de problema.. ouvi coisas do que mais ‘parou’ de falar com todos no grupo e voltou diversas vezes, falei umas verdades e ouvi que estavam falando a tempos de mim por aí, o motivo ninguém sabe. Fui na casa de cada um no mesmo dia que isso aconteceu, todos entenderam, afinal nunca quis briga ou discussão com ninguém, só uma pessoa não me atendeu a que começou a confusão, essa mesma pessoa que todo mundo dizia estar em depressão, largou o trabalho anos e está sem trabalhar, fui na casa dele diversas vezes entre ligações pra saber se tava bem, diferente de outros que só comentavam que estava deprimido e nada faziam, agora esse que tentei ajudar ainda esta no fundo do poço, mas levou uma galera junto, junto pro buraco com ele, aliás levou todos. Se vêem com frequência e mesmo quando esse não vai, eu não sou chamado, estava ligando ou mandando mensagem e tentando encontrar todos a uns 3 meses seguidamente, nada aconteceu, meu irmão adoeceu, ficou quase 2 semanas internado entre revezamentos com minha mãe no hospital e trabalhar virado, nenhuma ligação, no dia que tudo se normalizaria um outro amigo que sempre ia lá pra saber como a mãe ou ele estava que teve que largar os estudos e o trabalho pra cuidar da mãe que ficou dependente de ajuda por uma doença pulmonar e já de idade, ela faleceu no dia que voltei, não pensei duas vezes fui na casa dele e ficamos até de madrugada conversando, voltei fui trabalhar e pedi pra sair no almoço alongar meu almoço, não almocei e fui lá direto, e adivinha ninguém sequer apareceu, eu não comentei mas ele me pediu pra ligar pro pessoal usando seu celular, porque o meu ele já sabia que não iriam atender, ninguém foi. Ele me chamou pra sair esses dias pra conversar infelizmente não pude ir e expliquei, ele entendeu, e no meio disso e daquilo procurei alguns textos sobre e encontrei o seu, não é idêntico mas é uma história parecida, uma conclusão é que as pessoas só tem tempo pra elas, por um lado acho isso certo, por outro errado… Será que sou eu que sou mão aberta/dado demais? Acredito que as pessoas vêem pessoas assim com olhos de que suportam tudo, e que sempre estamos bem, mas ninguém percebe que não falamos da gente em compaixão pelo outro, não queremos medir as dores, ver quem ta sofrendo mais, só queremos resolver e quando chega a nossa vez, todas as palavras não ditas, dores não compartilhadas, sobram só pra gente, e isso pesa, pesa muito. Penso em tentar não me preocupar com os outros, apesar de não conseguir, eu sempre fico pior, quando deito não consigo dormir até as 5 da manhã quase sempre, acordo as 6 pra trabalhar e sempre quero ficar deitado, no meu canto com meus pensamentos, não penso em me matar nem nada do tipo, mas isso me entristece demais, recentemente adotei 2 cachorros pra me acompanharem, converso com eles como se fossem gente (não porque estou louco) mas porque eles sim são meus parceiros de verdade, em pouquíssimo tempo nunca me deixam na mão, então os trato da mesma maneira.

    Essa é a primeira vez que desabafo, a postagem é bem antiga, espero que você esteja bem!

    Obrigado

  • Avatar Reinaldo de Lima Ribeiro disse:

    Só lir vdd nesse texto!
    De fato não temos amigos, e “se” alguém tem, este privilégio é para poucos. Pois me vir nesse texto aonde pude fazer além do que podua por alguém. Mais infelizmente a ingratidão é um fato notório de ser humano a falta de humidade e ombriedade é grande mas fazer o que né o jeito é deixar nas mãos de Deus pois ele saber o que fazer. E o meu verdadeiro amigo é e sempre será meu Pai
    Maior DEUS.

    Compalharei este texto com o maiir prazer.

  • Avatar Marilene disse:

    Me sinto como se eu estivesse escrito esse texto. É exatamente eu.

  • Avatar Nadir Dias Moraes disse:

    Não tenho ninguém só as recordações que um dia fui feliz meu filho que sempre foi meu filho amigo saiamos juntos dançávamos nos divertia muito acabou a quatro anos depois do suicídio dele os amigos foram embora meu filho mora no mesmo condomínio poucas vezes vejo um abraço que não é por inteiro minha filha só falo no telefone a maioria das vezes eu ligo assim tenho só meu quarto quando quero conversar vou ao cemitério falar com meu grande amigo meu filho as vezes penso não tenho mais nada porque estou nesta terra não tenho nada a ver com as pessoas o mundo é lindo as pessoas não têm mais amor então meu travesseiro fica todo molhado .

  • Avatar Carlos disse:

    Me chamo Carlos, e estou me identificando com diversos posts daqui, meu emocional está péssimo, não possuo ninguém para desabafar ou pelo menos comentar sobre algo, como uma série por exemplo que acabo de assistir, obviamente a vontade de comentar sobre tal série com outra pessoa é consideravel, entretanto, essa pessoa não existe agora, pois meu único amigo viajou para outra cidade, apenas nos falamos no facebook, e não é a mesma coisa. Atualmente ainda estou na escola, la é onde a solidão é mais visível, pois sempre fico sem dupla nas lições ou trabalhos, além de nunca conversar com ninguém de lá, todos com seus grupinhos e eu sozinho, como uma sombra que se desaparece, ngm perceberia, nunca fui convidado para festas e tal, e não entendo o motivo disto, pois sinceramente não me acho uma pessoa chata ou tímida, sou neutro eu receio, mas sou rejeitado em todos os grupos sociais. Eu tinha amigos até a 7 série, muitos amigos E amigas, mas infelizmente tive que mudar de escola, algo que alterou completamente minha vida, pois nunca mais consegui fazer amizades desde então, agora no ensino médio, reencontrei alguns de meus antigos colegas, entretanto, eles também me rejeitaram e viraram o rosto para mim, seguindo com suas novas amizades. Eu ainda tenho esperanças de uma reviravolta ocorrer, alguma luz um dia me mostrará que ainda sou um humano também

  • Avatar Gabriela Guerra disse:

    Acabei de buscar no Google uma explicação lógica pra eu nunca ter tido amigos e me deparei com esse texto. É a minha descrição!
    Desde criança sempre me doei ao máximo, tanto em palavras e ouvidos quanto em atitudes, gestos… Mas nunca tive ninguém (exceto minha mãe) que fizesse o mesmo pra mim.
    Já fui ridicularizada, ofendida, desrespeitada por pessoas que se diziam minhas amigas apenas por pensar diferente.
    Sinto que nasci no mundo errado… Sei que minhas opiniões divergem das da maioria, mas não há nada errado nisso… É só respeitar.
    Hoje em dia eu mesma tenho me excluído… Não me sinto bem em conversar porque sei que serei julgada, criticada, sei que vão rir mais uma vez da minha cara.
    Nunca lidei muito bem com isso, mas ultimamente tá bem mais difícil… Vejo meu marido com tantos amigos disponíveis pra toda e qualquer situação que até me bate uma pontinha de inveja (mesmo eu abominando esse tipo de sentimento).
    Daí fico me questionando quem eu realmente sou… Será que o problema tá em mim?
    Não me considero uma má pessoa, mas sei que essas feridas me tornarão uma pessoa cada vez mais fechada.

  • Avatar Lali disse:

    Esse texto é perfeito. Resume muita coisa. Chega a ser triste por ser real demais.

  • Avatar Junior disse:

    Esse é mais um texto que li de modo aleatório na internet e não sei como vim parar aqui. rsrs!
    Mas me fez refletir sobre minhas relações pessoais até aqui. E percebi como a vida pode nos surpreender. Sempre fui o tipo de cara que faz pelos outros o que eles nem se quer pensariam em fazer por mim- principalmente os “amigos”. Nunca fui de pedir ajuda, mas quando estava em situações difíceis, surpreendentemente, quem me ajudou não foram as pessoas que eu considero (ou considerava) amigos, mas sim pessoas como eu. Sou grato demais a elas e sei que um dia vão precisar de mim e eu estarei lá pra ajudar como puder.
    Talvez crescemos com uma noção errada de amizade ou esperamos demais das pessoas das quais gostamos, o que nos leva a decepções e raiva. Acredito que devemos entender que a vida é assim. Muitos vão nos bajular, tentar carona no nosso sucesso, tirar proveito de nós, nos passar a perna… Mas alguns poucos, talvez aqueles que nem sequer imaginávamos, nos estendam a mão e nos ponham de pé quando cairmos.

  • Avatar Luiza Ribeiro straceri disse:

    A minha melhor amiga falou para darmos um tempo na nossa amizade, eu chorei por dias, na escola, na perua, em casa, eu não queria contar pra ninguém. Mas quando ela veio me perguntar pq eu estava chorando, velho, eu falei um monte para ela, ela me abandonou, não conversou mais cmg, ela não é tímida para criar novas amizades, eu q sofri todos os anos por perder amizades eu fico com medo de criar outras, e tbm por causa dessas amizades eu estar indo para outro caminho, então agora estou me trancando no quarto, fico lendo os livrinhos q eu e minha melhor amiga escrevíamos, ficava escutando música triste, chorava, leio os bilhetinhos, conversas, e tbm vejo vídeos q a gente gravava pro YouTube só q nunca postava. Chegou um dia(ontem 8/11) q não aguentei mais, e por isso decidi q é melhor não ter amigos, para não ser excluída, não se arrepender… Mas tbm a única coisa ruim de não ter amigos é que eu vou ficar sozinha e que não tenho ninguém para desabafar.

  • Avatar Rita Silva disse:

    Sou assim sosinha tbm.
    Perco horas sonos ouvindo e aconselhando aqueles amigos oportunos q só me procuram quando estão na pior mas q se levanta esquece que existo. Muitas vezes preciso de alguém para desabafar e como ,vc tbm ñ encontro ninguém disponível , apenas números na agenda .
    Já acostumei com isso. Algumas coisas desabafo com meu esposo, mas normalmente me sento num cantinho qualquer e busco soluções. Sempre resolvi tudo graças ao bom Deus.
    Ser só ñ é legal mas ajuda a ser responsável por cada decisão sem ter q ocupar ninguém com meus problemas e evita exposição de sua vida tbm.
    Nos meus aniversário sempre tive o desejo de comemorar com estilo kkkk Mas ao começar os convites todos lembram q já tem compromisso.
    Hj tenho meu esposo amigo e companheiro. Nossos aniversário são sempre à dois. Jantares, café da manhã e por aí vamos . Já ñ sinto falta de amigos.

  • Avatar Simone disse:

    Me identifiquei c o texto.

  • Avatar Antonio disse:

    Olha… esse texto é o resumo dos meus 32 anos de vida. É isso, exatamente isso. Eu estou trabalhando há quase 20 anos, e no decorrer do tempo, o que mais me aconteceu foi de ter sempre a ilusão do “somos colegas e amigos”, “ah esse colega aqui sim é camarada”, quando na verdade nunca houve de fato uma reciprocidade de sentimentos. E isso me persegue desde quando era estudante. Passei todo o ensino fundamental sendo uma criança invisível. No médio melhorou um pouco, conheci algumas pessoas bacanas. Mas cheguei na idade adulta, fiz faculdade, passei dos 30, e o meu saldo total é a solidão. É como você disse, não estou pedindo nada. Mas que pelo menos demonstrasse que a nossa companhia tem importância já basta. Até mesmo o “como foi teu fim de semana” já é legal. Mas não… Já mostrei o meu melhor para algumas pessoas, mas por algum motivo nunca fui plenamente aceito, apenas tolerado. E nisso de ser tolerado é ainda pior do que a rejeição em si, pois cria a ilusão de que as pessoas gostam e se importam contigo, mas na verdade tua presença não quer dizer muita coisa. Hoje em dia sei lidar melhor com toda essa situação. Mas de vez em quando, em determinadas situações, realmente sinto uma dor que me impede de respirar, e que se alivia apenas em forma de lágrimas.

  • Avatar Edu T. disse:

    matheus, olhando teu instagram é difícil acreditar que vc não tenha amigos. apenas fazendo uma observação.

    eu não tenho mais amigos. 2 virtuais, com os quais já me encontrei e tal, mas que se resolverem sumir da internet, não terei mais contato. e presencial, só uma prima com quem tenho mais contato, mas somos muito diferentes. e é isso. eu já deixei de fazer tanta coisa por não ter uma companhia, e continuo deixando. e o tempo tá passando e eu já não sou mais tão jovenzinho assim.

  • Avatar Kelly disse:

    “É triste perceber que a sua lista de amigos se transformou numa listas de contatos.”
    Sempre fui rodeada de pessoas TB, fui amiga de todos e ainda sou. Mas qdo preciso, só vejo uma longa lista de “ninguéns”.
    Estou tentando aproveitar minha cia e desabafar de outras formas.
    Meu marido diz que eu falo demais e meu melhor amigo (único amigo de verdade) morreu há dois anos…
    Essa transição é difícil, mas quero aprender lidar com TUDO sozinha.